Músicos acompanharam gravação durante performance na posse de Obama

Eles não dublaram, mas foi quase isso.

The New York Times |

Os tons sombrios e melancólicos que antecederam o juramento do presidente Barack Obama na sua posse na terça-feira vieram dos instrumentos de Yo-Yo Ma, Itzhak Perlman e dois colegas. Mas o que milhões de pessoas ouviram no Mall e pela televisão era de fato uma gravação feita dois dias antes pelo quarteto e acompanhada tom por tom pelos músicos durante a cerimônia.

Os músicos e o comitê que organizou a posse disseram que o arranjo foi necessário por causa do frio e vento extremos que atingiram a cidade na terça-feira. As condições aumentavam a possibilidade do rompimento de uma corda do piano, do mau funcionamento de algum instrumento ou que um instrumento desafinasse minutos antes do juramento do presidente (que teve seus próprios problemas).

"Na verdade, o clima impossibilitou a apresentação ao vivo", disse Carole Florman, porta-voz do Comitê de Cerimônias de Posse. "Ninguém quis enganar ninguém. Não é mais um caso de Milli Vanilli", acrescentou Florman, se referindo à banda pop que teve que devolver seu prêmio Grammy em 1989 porque não havia cantado em seu álbum e dublava as músicas em apresentações ao vivo.


Yo-Yo Ma: clima impossibilitou apresentação ao vivo / AP

Florman disse que o uso de uma gravação não foi revelado anteriormente porque os produtores da NBC responsáveis pela transmissão ficaram sabendo da possibilidade apenas no dia anterior. A emissora disse que enviou um memorando a seus membros dizendo que o uso de gravações nas apresentações musicais era possível.

Apresentações musicais em cerimônias de posse geralmente são gravadas com antecedência por precaução, disse Florman. A banda dos Marine e os corais, que se apresentaram ao longo da posse, não usaram gravações, segundo ela.

"Isso não é algo que iríamos anunciar, mas também não é algo que esconderíamos", disse Florman.

Anthony McGill, principal clarinetista da Ópera Metropolitana, e a pianista Gabriela Montero acompanharam Ma e Perlman na execução de "Air and Simple Gifts", uma música escrita para a ocasião por John Williams. Ainda que nem todos os críticos musicais concordem sobre a qualidade da peça, muitos prestaram atenção às circunstâncias na qual ela foi executada. O mundo da música clássica foi comovido pela proeminência dada a sua categoria.

Perlman disse que a gravação, que foi feita no domingo no Arsenal Marine em Washington, foi usada como último recurso. "Teria sido um desastre se tivéssemos feito de outra forma", ele disse em uma entrevista na quinta-feira. "Essa ocasião tinha que ser perfeita. Não podíamos ter nenhum deslize". Os músicos usaram fones para acompanhar a gravação.

Por DANIEL J. WAKIN

Leia também:


Leia mais sobre Barack

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG