Milhares de americanos entram na fila para atendimento médico gratuito

INGLEWOOD, Califórnia - Eles vieram principalmente pelos novos dentes, mas também para verificar sua pressão sanguínea, fazer mamografias, tomar vacinas e receber acupuntura contra a dor. A região sul de Los Angeles é um lugar onde os cuidados médicos são escassos, por isso a procura por serviços gratuitos oferecidos na área foi enorme.

The New York Times |

Pelo segundo dia consecutivo, milhares das pessoas entraram na fila para receber tratamento dentário, médico e oftalmológico gratuito no Fórum, cortesia de um grupo sem fins lucrativos que geralmente oferece atendimento médico aos pobres da zona rural.


Milhares de pessoas buscaram atendimento gratuito na Califórnia / NYT

Quando a Remote Medical Area (Área Médica Remota, em tradução literal), organização do Tennessee responsável pelo evento, decidiu oferecer serviços médicos em um grande centro urbano, seus diretores pensaram que Los Angeles seria o melhor lugar para começar.

Mas eles não estavam preparados para o tamanho da necessidade. Agendados para oito dias de cuidados, o grupo sentiu a aflição desde o primeiro dia, quando recebeu 1.500 pessoas.

A enorme resposta reflete o alto desemprego na Califórnia, a recente redução em serviços Medicaid para os pobres e o alto custo das deduções por planos de saúde corporativos.

Muitos dos presentes disseram não ter plano de saúde, mas muitos outros disseram ter cobertura mas não o suficiente para satisfazer todas as suas necessidades.

Alguns disseram estar atentos ao debate sobre a reforma do sistema de saúde e ansiosos por uma mudança.

"Eu acho que as idéias do presidente são ótimas", disse Elizabeth Harraway, 50, desempregada que veio ao centro para cuidados odontológicos, "e eu acredito que abrir o sistema de saúde irá funcionar".

Stan Brock, fundador do Remote Area Medical, disse que a intenção de sua organização não era fazer parte do debate sobre a reforma, mas fazer o que tem feito nos últimos 25 anos: oferecer caridade a pessoas em necessidade.

O Remote Area Medical já ofereceu serviços de saúde em cidades de tamanho médio, inclusive Nova Orleans depois do Furacão Katrina, mas nunca havia tentado uma operação em uma área metropolitana grande.

Ana Maria Garcia que trabalha para o Condado Orange, tem assistência médica que cobre seu marido e sua filha de 3 anos, mas as deduções para um tratamento dentário são muito altas para que eles possam procurar um dentista, ela disse.

"Independentemente de você estar empregado ou não", ela disse, "tudo na Califórnia é caro, e assim eu posso sentir empatia por todos os que estão aqui. Olhando para esta multidão, eu acho que isto é o que as pessoas temem que serão os cuidados médicos com a reforma. Mas para mim também mostra a necessidade do nosso povo".

Leia mais sobre plano de saúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG