Mexicanos cruzam a fronteira legalmente para fazer compras de Natal nos EUA

TUCSON - Consumidores mexicanos com os bolsos cheios de dinheiro e longas listas de Natal atravessam a fronteira e se apropriam de hotéis, restaurantes e shopping centres desta região dos Estados Unidos, impulsionando a economia local em um momento de crise.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

As famílias, geralmente da classe média e alta, viajam centenas de quilômetros para aproveitar uma seleção mais ampla de produtos e preços menores do que os que podem ser encontrados em suas cidades nos Estados mexicanos de Sonora e Sinaloa - mesmo depois da desvalorização de 30% do peso mexicano em relação ao dólar.

Para muitos, a viagem é uma longa e inclui revistas múltiplas em bloqueios nas estradas mexicanas seguidas de um enorme engarrafamento na fronteira em Nogales, onde atrasos de duas horas ou mais para entrar nos Estados Unidos são comuns. Mas mesmo com essas dificuldades, os consumidores mexicanos dizem que ainda vale a pena.

"Nós podemos encontrar tudo que queremos e muito mais barato", disse Aurélia Peralta, dona de casa de 38 anos de Hermosillo, uma cidade de 700,000 habitantes a cerca de 322km. Apontando para o Guitar Hero World Tour que seu filho adolescente quer de presente, ela disse que os presentes mais populares custam o dobro em Hermosillo.

Quando era mais nova, a família de Peralta viajava todos os anos a Tucson, ela disse, e ela e o marido mantiveram o ritual nos últimos 15 anos.

Isso não é por acaso. Fazer com que os consumidores mexicanos se sintam mais à vontade é uma prioridade em Tucson.

"É extremamente vital que possamos acomodá-los nessa época do ano", disse George Bon, gerente nacional de vendas do hotel Radisson Suites da cidade. "A verdade é: não podemos perder estes hóspedes".

Visitantes mexicanos gastam mais de US$300 milhões por ano na zona metropolitana de Tucson, de acordo com um estudo realizado em 2002 pelo Programa de Pesquisa Econômica e Empresarial da Universidade do Arizona.

Tucson atrai mais de 3.46 milhões de visitantes do México anualmente e o departamento de turismo da cidade faz propagandas que têm como alvo Sonora, o Estado mexicano vizinho.

J. Felipe Garcia, vice-presidente do departamento de turismo do México, disse que um número maior de visitantes mexicanos continua a comprar nos Estados Unidos apesar da crise financeira que também atinge seu país, no qual as vendas caíram juntamente com o valor do peso.

Por JOHN DOUGHERTY


Leia mais sobre México

    Leia tudo sobre: méxico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG