Iraque vai passar Ano Novo em silêncio, dizem autoridades

BAGDÁ ¿ O governou ordenou que hotéis e clubes privados cancelassem suas festas de Ano Novo, desapontando muitos iraquianos que esperavam celebrar o Ano Novo agora que as ruas estão mais seguras que nos últimos anos.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

As festas foram canceladas porque o Ano Novo coincide com o Muharram, um período de luto religioso para os xiitas. O governo, que é dominado pelos partidos xiitas, publicou a ordem no domingo.

Muitos hotéis e clubes da capital, que têm abrigado festas exuberantes recentemente devido às melhorias na segurança, disseram que cumprirão as ordens do governo nesta quarta-feira.

As ordens do Ministro do Interior atingem os clubes particulares, festas e clubes familiares, disse o Major General Ali al-Yasseri, comandante da polícia de Bagdá. Esses lugares estarão fechados de acordo com a lei iraquiana. E adicionou: Não somos contra as pessoas que querem um jantar comemorativo sem muita farra, barulho, danças e músicas.

Duas autoridades do Ministério do Interior, que falaram em condição de anonimato por questões de segurança, disseram que muitos policiais simpatizantes do clérigo xiita Muqtada al-Sadr também informaram educadamente as lojas de bebidas alcoólicas de Bagdá que foram recentemente reabertas que elas deveriam fechar no feriado.

Muitos iraquianos, incluindo os xiitas, disseram que o banimento era injusto porque este deveria ser um ano importante para o Iraque, com os saldados americanos começando a deixar as áreas urbanas. Ano passado ocorreram diversas festas e fogos de artifício no Ano Novo.

Questões religiosas

Mahdi al-Khayat, uma cantor que mora em Bagdá de família xiita da cidade sagrada de Najaf, disse que enquanto cumprimento do Muharram era importante, as leis deveriam ser relaxadas este ano para permitir que os iraquianos celebrem as melhorias na segurança. O país esteve em um estado miserável nos últimos três ou quatro anos, disse. Ele precisa renovar as energias com festas e otimismo.


Iraquianos querem comemorar a maior seguranças nas ruas de Bagdá / AP

O Ano Novo Islâmico, que segue o calendário lunar e muda a cada ano, começa na segunda-feira. O primeiro mês do ano é chamado de Muharram. É um evento jubiloso para os sunitas, mas não para os xiitas, que dão início a uma contagem regressiva de 10 dias para o Ashura, que marca o martírio do neto do Profeta Maomé, o Imam Hussein, em 680 d.C. pelas mãos dos sunitas na batalha de Karbala, ao sul de Bagdá.

Xiitas iraquianos marcam esta ocasião com a armação de tendas fúnebres simbólicas em seus bairros. A morte de Imam Hussein é lamentada com rezas e rituais de autoflagelação.

Os ataques sangrentos contra os xiitas no Iraque nos últimos anos aconteceram durante o Muharram, estimulando o governo a mobilizar a cada ano esforços consideráveis para proteger os fiéis.

Todos são livres, mas eu não cantarei nem dançarei, disse Dhia Namnam, DJ popular em Bagdá e promoter de festas, que é xiita. Se você quiser festejar, faça isso em casa. A maioria dos muçulmanos é xiita."

Organizadores de festas em casas de espetáculo com o Sheraton e hotéis como Babylon na Rua Abu Nuwas no centro de Bagdá e o Hunting Club no distrito de classe alta Mansour, disseram que os planos para a comemoração do Ano Novo foram todos adiados.

Khayat, o cantor, disse que havia sido contratado para cantar no Ano Novo em Beirute, Líbano, mas não vai comparecer porque não conseguiu visto a tempo.

Na verdade, a maioria dos iraquianos abastados, incluindo muitos xiitas, já fez planos para celebrar o Ano Novo em Amman, Jordânia; Damasco, Síria; ou na área do Curdistão do Iraque. Ali Mohammed, um curdo xiita que vive em Bagdá, irá para Sulaimaniya, no Curdistão, para uma festa.

Na capital do Curdistão, Erbil, o luxuoso Erbil International Hotel planeja duas festas de Ano Novo com bares abertos, bandas e dança até o amanhecer, segundo o gerente, Nabaz Ghafour.

Por SAM DAGHER

Leia mais sobre Ano Novo

    Leia tudo sobre: iraqueréveillon

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG