lanchonetes da honestidade para combater corrupção - New York Times - iG" /

Indonésia abre lanchonetes da honestidade para combater corrupção

SAMARINDA - País que não é conhecido pela transparência em seus negócios, políticas e muitas outras áreas, a Indonésia decidiu combater a corrupção criando lanchonetes da honestidade, que operam sem caixas em todo o arquipélago.

The New York Times |

Durante um intervalo em manhã recente, Selica Erlindi, 15, aluna colegial que quer ser pediatra, pegou um refrigerante e um pacote de salgadinho da prateleira da lanchonete da honestidade local. Depois, mantendo o objetivo do estabelecimento de nutrir a probidade entre seus clientes e na sociedade como um todo, ela depositou, em sistema de honra, o equivalente a 60 centavos de dólar dentro de um pote plástico transparente.


Estudante paga por refrigerante sem passar pelo caixa / NYT

"Isso motiva nossa honestidade", disse Selica. "Especialmente porque há muita desonestidade na sala de aula, pelo menos aprendemos a tê-la em relação ao dinheiro. Eu acho que é importante para a sociedade porque a corrupção é um grande problema na Indonésia".

Como parte de uma campanha nacional liderada pelo gabinete do procurador geral, o governo provinciano da costa leste de Borneo abriu dezenas de "lanchonetes da honestidade" no mês passado em escolas e repartições públicas. Até 2010, o governo planeja ter mais de 10 mil lanchonetes em operação, inclusive em estabelecimentos particulares.

O gabinete do procurador geral diz que as lanchonetes da honestidade irão inibir as tendências corruptas entre os jovens e corrigir os adultos conhecidos por este tipo de prática, como os servidores públicos. Ao mudar a responsabilidade por pagar corretamente pelo que se compra, as lanchonetes buscam forçar as pessoas a pensarem constantemente se estão ou não sendo honestas e fazendo com que sintam culpa caso não estejam.

"Nós sabemos que há muitos fatores por trás da corrupção, como o meio-ambiente e as necessidades econômicas, e a honestidade é apenas deles", disse Syakhrony, oficial do gabinete. "Mas como responsáveis pela lei temos medidas preventivas e repressoras. Estas lanchonetes da honestidade são medidas preventivas na nossa luta contra a corrupção".

As "lanchonetes da honestidade" fazem parte de uma campanha mais ampla do governo para lidar com a corrupção na Indonésia, um país que ficou em 126º entre 180 nações analisadas por sua corrupção pela ONG Transparência Internacional. Amplamente elogiada, a campanha anticorrupção melhorou a posição do país e a popularidade do atual presidente, Susilo Bambang Yudhoyono.

Desde que a campanha começou, no final de 2007, cerca de 7.456 lanchonetes da honestidade foram abertas em 23 províncias da Indonésia, de acordo com o Grupo Nacional de Jovens, que trabalha em conjunto com o gabinete. O grupo espera que 10 mil lanchonetes estejam em funcionamento em 26 províncias até o final do ano, eventualmente existindo em todo o país.

Até agora, as lanchonetes operam com sucesso, disse o presidente do grupo, Dody Susanto. Mas ele afirmou que cerca de 5% tiveram dificuldades por causa do "mau gerenciamento ou comportamento desonesto".

- NORIMITSU ONISHI

Leia mais sobre Indonésia

    Leia tudo sobre: indonésia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG