Governadores republicanos se reúnem para debater futuro do partido

MIAMI - Conforme o partido republicano se prepara para entrar na selva política que resultará das derrotas deste mês, o grupo que muitos consideram seu futuro - os governadores republicanos - se reuniu aqui na quarta-feira para debater sobre seus erros e como agir de agora em diante.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

O governador Tim Pawlenty de Minnesota, que por pouco não foi o vice do senador John McCain na disputa presidencial, compartilhou durante a conferência da Associação dos Governadores Republicanos uma revelação que teve enquanto se olhava no espelho de sua casa.

Pawlenty disse que depois de voltar de uma desgastante campanha ele se olhou no espelho e reclamou do que viu para sua mulher Mary. "Eu disse, 'Mary, olhe pra mim'", ele contou. "'Quer dizer, eu estou perdendo os cabelos, as rugas se multiplicam no meu rosto dia após dia, eu só comi porcarias na estrada, estou ficando flácido e gordo'".

"Eu disse, 'Há alguma coisa que você possa me dizer que me dê alguma esperança, otimismo ou encorajamento?'. E ela olhou para mim e disse:
'Bem, você não tem nenhum problema na vista'".

Enquanto seus colegas riam ele chegou à moral da história: "Se quisermos ter sucesso no caminho de melhormos nosso partido, como republicanos, precisamos ver claramente e falar uns com os outros de forma objetiva sobre a situação".

Batalha eleitoral

A longa e dolorosa ressaca eleitoral, depois de uma disputa na qual os republicanos foram amplamente repudiados e perderam a Casa Branca e mais cadeiras no Congresso, foi tratada de forma séria pelos governadores, grupo que tradicionalmente serviu como berço de novas ideias e talentos do partido. O clima chegou a ser taciturno.

Frank Luntz, estrategista de comunicações, fez uma apresentação mostrando como os republicanos lidaram com suas piores eleições desde 1930 e 1932.

O governador Bobby Jindal da Louisiana, talento em ascensão no partido e possível futuro candidato à presidência, disse que o partido precisa recapturar a vantagem sobre a ética e o bom governo, e que pode aprender com a campanha tecnológica realizada por Barack Obama.

"Nós temos que aprender com isso", disse Jindal.

A governadora do Alasca Sarah Palin também compareceu e, apesar de não participar de nenhum evento público na quarta-feira, atraiu muita atenção (e câmeras) por onde esteve.

Por MICHAEL COOPER

Leia mais sobre republicanos

    Leia tudo sobre: mccain

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG