Fungo ataca plantação de tomate e também deve prejudicar as batatas

O tomate maduro local, muito esperado por cultivadores e cozinheiros, faltará em muitas fazendas e mercados, no verão deste ano nos EUA. Embora não haja estimativa oficial na perda da safra, uma grande explosão de fungos da Requeima (Phytophthora infestans) que começaram em junho, estão avançando pelas fazendas e jardins no nordeste do país.

The New York Times |

John Mishanec, professor do programa de supervisão integrada de pragas na Universidade Cornell, comparou o alto contágio e incurabilidade da doença a uma explosão nuclear na colheita de tomate da região. E, ao menos que o clima mude, ainda pode piorar, disse ele.

Ele e outras pessoas dizem que os consumidores devem se preparar para pagar preços altos para sustentar a agricultura, nesta época do ano.

Fazendeiros orgânicos, que tem poucas armas aprovadas em seu arsenal de pesticidas, estão ficando a maior parte dos danos. Outros fazendeiros, cujos tomates já estão chegando tarde, além de estarem menores por causa do clima frio e úmido, estão esperando para ver se pesticidas, a luz do sol e a sorte cooperarão para prevenir a infecção de atacar suas frutas.

A região do Hudson Valley de Nova York, onde a doença se espalhou dos tomates para as batatas e está causando uma destruição em ambos, já tiveram experiência com grandes perdas de colheitas. Nunca vi nada assim, disse Amy Hepworth, fazendeira da sétima geração, que está cultivando 20 acres de tomates orgânicos em Ulster County, Nova York, para consumidores que inclui a empresa Whole Foods. Em 25 de julho, ela estava queimando plantas afetadas para tentar evitar que o fungo avançasse em sua plantação.

Keith Stewart, fazendeira de Orange Count, Nova York, que perdeu a maior parte de sua safra de tomate e batata, estima que, até agora, sua perda seja de US$ 40 mil. Jay e Polly Armour, que cultiva cerca de 40 tipos diferentes de tomate na Fazenda Four Winds, em Gardiner, Nova York, disse que ao menos metade de sua safra foi perdida. Foi a primeira vez que colocaram algum tipo de substância em seus tomates em 20 anos de cultivo orgânico, mas a praga já tinha se espalhado. A fruta está apodrecendo mesmo com o pulverizador, disse Arnour.

Os fazendeiros e patologistas disseram que fungicidas disponíveis para fazendeiros orgânicos, feito majoritariamente de spray de cobre usado desde o século 19, não funcionam sempre.

Muitos fazendeiros dizem que os tomates são sua maior fonte de lucro e que a destruição será devastadora. Os tomates pagam minha dívida todo ano, disse Kira Kinney, dona da Evolutionary Organics, em New Paltz, Nova York. Recentemente, as batatas e tomates da plantação de Kinney foram destruídos e ela espera que a maior parte da colheita seja devastada. Eu começo a temporada com o cartão de crédito e termino-a com tudo pago, disse. É assim que cubro meus gastos anuais com a fazenda inteira.

Em 23 de julho, Billiam van Roestenberg disse que, 11 dos 12 cultivadores que participavam do mercado semanal de fazendeiros, em New Paltz, já estavam sofrendo com a praga em suas plantações que provavelmente arruinaria suas colheitas. No dia seguinte, o 12º fazendeiro ¿ o próprio Roestenberg ¿ encontrou a praga em seus tomates.

A Requeima, que causou a escassez de batata em meados do século 19, são mais comum na umidade e em climas de vento. Os sintomas incluem esporas brancas pulverulenta, pontos marrons nas folhas e aberturas danificadas, cada qual produz centenas de milhares de esporas infecciosas. As opções dos fazendeiros é queimar, respingar spray e enterrar as plantas buracos fundos. Os jardineiros domésticos devem arrancar as plantas no primeiro sinal da praga. Ao invés de guardar o material orgânico para usar como adubo, as plantas devem ser seladas em sacolas de plástico e jogadas fora.

Todos os Estados do noroeste e da região na costa do Atlântico confirmaram casos recentes da Requeima, que normalmente não aparece na região até agosto, caso apareça. A origem da explosão está sendo investigada por patologistas. Jardineiros domésticos provavelmente ajudaram a espalhar a infecção: Lowe´s, Home Depot, Kmart e Wal-Mart venderam sementes de tomates com a praga em seus centros de jardinagem de abril a junho. Todas estão oferecendo fundos ou créditos para jardineiros que precisaram destruir suas plantas.

Mas não há um recurso similar para os fazendeiros. Mesmo para aqueles que não perderam toda a plantação estão sofrendo financeiramente por causa disso. Para evitar a infecção, que tem se espalhado pelas fazendas de sua área, Hepworth está colocando spray em todas as plantas com uma cobertura de cobre fixador, um fungicida orgânico aprovado que cria uma barreira física que evita as esporas de alcançar a planta. Porque o cobre, diferente de fungicidas sintéticos, sai com chuvas fortes e deve ser cuidadosamente reaplicado, toda vez que chove, gasto mil dólares, disse.

Dale Mohler, meteorologista de agricultura na AccuWeather.com, disse que houve um recordo de temperaturas baixas em junho e julho no noroeste. Ele também afirmou que está chovendo de 50% a 100% mais do que o normal na região. Mohler, que disse ter perdido sua própria plantação de tomate por causa da praga, disse que em agosto não deve haver um clima quente prolongado ¿ cerca de 10 dias com temperaturas acima de 29ºC e clima seco à noite ¿ isso poderia acabar com a expansão contínua da Requeima.

Assim como outros agricultores, David Hambleton, fazendeiro em Dutchess County, Nova York, cuja plantação é dividida em cerca de 250 integrantes da comunidade da Fazenda Sisters Hill sustentado por um programa agrícola, está preocupado que os membros que não receberem tomates de verão suculentos não paguem os US$ 500 ou US$ 700 por um pedaço no próximo ano. No ano passado teve uma plantação lotada, uma das melhores, disse. Neste ano, teremos que pedir aos nossos integrantes que participem da agricultura local de uma maneira mais realística.

Os fazendeiros que não plantam orgânicos, como Bill Maxwell de Changewater, Nova Jersey, estão usando sprays de pesticida para proteger seus tomates, mas ainda devem se preocupar com a geada, o clima e o estado da plantação, que está um mês atrasada. Eu tenho couves-flor belas e grandes, mas não ganharei muito dinheiro com isso em julho, disse. As pessoas querem tomates.

Por JULIA MOSKIN

Leia mais sobre tomate

    Leia tudo sobre: batatafungotomate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG