Fazendeiros americanos pedem relaxamento de exportações para Cuba

Produtores agrícolas pressionam Congresso dos EUA a levantar algumas restrições e uma proibição de viagem que vigora há décadas

The New York Times |

Billy Bob Brown, um fazendeiro de Panhandle, Texas, fica entusiasmado quando fala sobre sua viagem de 2008 a Cuba, onde ele e três sócios apresentaram linguiças, bolos e sobremesas congeladas para os executivos do turismo cubano.

The New York Times
Curt Mowery, fazendeiro do Texas, caminha por sua plantação. Ele e outros querem enviar seus cultivos a Cuba
Brown, que faz parte do Conselho de Administração da Secretaria da Fazenda do Texas, tem boas recordações da diligência e bondade dos cubanos para com seu grupo e de seu interesse na importação de produtos americanos.

"Gostaria de poder voltar a Cuba com a oportunidade de levar mercadorias agrícolas do Texas ao país", disse Brown, de 71 anos, que cultiva trigo, milho, algodão e sorgo em sua fazenda de 3 mil hectares.

Ele pode conseguir isso, caso uma coligação de interesses que inclui a Secretaria da Fazenda do Texas consiga convencer o Congresso a levantar algumas restrições sobre as exportações para Cuba e eliminar a proibição de viagens ao país que já dura décadas.

A Comissão de Agricultura da Câmara aprovou um projeto de lei com esse fim no mês passado e o plenário pode votar nele antes do final do verão (setembro, no Hemisfério Norte).

Em grande medida, o sucesso do lobby pró-exportação - que inclui a Câmara de Comércio dos Estados Unidos, o Sindicato Nacional dos Agricultores e grupos agrícolas estaduais - dependerá de sua capacidade de reformular o debate sobre Cuba em termos de interesse nacional americano, em vez de questões mais rígidas relacionadas aos direitos humanos, a oposição ao comunismo ou ao governo de Raúl Castro.

Ainda que se preocupem com a política interna de Cuba, os grupos que favorecem o aumento das exportações e viagens argumentam que uma influência americana maior nutriria qualquer aspiração democrática cubana.

Mas grupos favoráveis à manutenção das restrições estão mais organizados do que nunca, disse Philip Peters, analista cubano do Instituto Lexington, um grupo de pesquisa.

Apesar dos esforços da Secretaria da Fazenda do Texas em persuadir os três texanos da Comissão de Agricultura para que votem a favor do fim das restrições, apenas um, o representante Henry Cuellar do Partido Democrata, votou para o avanço do projeto.

* Por Yeganeh June Torbati

    Leia tudo sobre: CubaRául CastroEUA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG