Experiente, Biden corre riscos com espontaneidade

Com uma única palavra como resposta, o senador Joseph R. Biden Jr. surpreendeu e divertiu a platéia no primeiro debate democrata da temporada de primárias, em abril de 2007. Questionado se conseguiria ser disciplinado no cenário mundial e restringir sua lendária eloquência ele respondeu apenas: sim.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

Ninguém esperava que Biden parasse por aí, mas ele o fez, deixando no ar um silêncio cheio de expectativa até que a audiência percebeu a piada e caiu no riso.

Ele mostrou menos restrições no debate CNN/YouTube meses depois, quando um dono de armas perguntou a posição dos candidatos em relação ao controle de armas, dizendo que queria saber se seus "bebês" estariam seguros. "Este é meu bebê", o homem disse num vídeo, mostrando sua AR-15 da marca Bushmaster .

"Eu vou dizer uma coisa", Biden respondeu. "Se este é seu bebê, ele precisa de ajuda".

A plateia aplaudiu entusiasmada, mas Biden não parou por aí.

Ele continuou a zombar do homem dizendo que ele incriminou a si mesmo ao contar que comprou a arma num momento em que isso era proibido e questionou sua estabilidade. "Eu não sei se ele está mentalmente apto para ter uma arma", ele disse.


Experiência de Biden pode ajudar a enfrentar a novata Palin no debate nacional / AP

Biden, de Delaware, participou de 14 deles antes de desistir da disputa no dia 3 de janeiro, depois de ficar em quinto lugar na disputa pelo Iowa. Isso pode lhe dar enorme vantagem no debate entre os candidatos à vice-presidência na quinta-feira, no qual enfrentará a governadora Sarah Palin do Alasca, que nunca debateu em palco nacional.

Mas suas palavras ao dono de armas sugerem que talvez seu "sim" à pergunta sobre sua autodisciplina pode ter sido prematuro e que há perigo adiante para Biden na quinta-feira (tanto por sua tendência a ir longe demais quanto pelas sutilezas presentes no debate com uma mulher).

Uma análise das atuações de Biden em debates anteriores mostram que ele tem grande domínio de inúmeros assuntos, refletindo suas quase quatro décadas em Washington, onde é presidente do Comitê de Relações Externas do Senado.

O maior perigo para Biden na quinta-feira é que seu hábito de falar de forma autoritária, como dono da verdade, dê a impressão de que ele é ditatorial ou arrogante, particularmente em relação a alguém como Palin, que tem pouca experiência. Para evitar soar machista, ele tem treinado com a governadora Jennifer M. Granholm de Michigan no papel de Palin.

Por KATHARINE Q. SEELYE

Leia mais sobre Joe Biden

    Leia tudo sobre: joe biden

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG