Estudos relacionam trovoadas a ataques de asma

A AFIRMAÇÃOTrovoadas podem desencadear ataques de asma.

The New York Times |

OS FATOS
A maioria das pessoas com asma sabe que fumaça, bolor e substâncias químicas no ar podem acionar ataques de asma.

Mas trovoadas? Essa é uma relação que cientistas estudaram por anos. E é uma relação absurda, já que se acredita que as trovoadas limpam o ar. Ainda assim, quase todos os estudos que analisarem essa ligação descobriram que ela existe e é forte.

O estudo mais recente, publicado no jornal Thorax, é talvez o mais completo deles. Foi conduzido por uma equipe de climatologistas e epidemiologistas que observaram mais de 10 milhões de visitas a salas de emergências em 41 hospitais durante um período de 11 anos em Atlanta, Estados Unidos.

Dos 215.832 pacientes atendidos em salas de emergências para tratar asma, a equipe descobriu que 28.350 deles procuraram o hospital um dia após a ocorrência de trovoadas, um incidente pelo menos 3% mais alto do que em dias sem trovoadas. Os números aparentemente podem não representar muita coisa, mas em uma cidade com milhões de pessoas, isso pode se traduzir em milhares de casos ¿ e possivelmente muitas mortes.

Vários outros estudos ao longo dos anos também descobriram picos no número de casos após tempestades. A causa ainda é um mistério, mas cientistas acreditam que as trovoadas podem espalhar poluentes, espalhar partículas que induzem a asma e fragmentar sementes de pólen, fazendo com que elas fiquem pequenas o suficiente para penetrar nas vias aéreas.

O VEREDITO

Ataques de asma podem ser desencadeados por trovões.

    Leia tudo sobre: the new york times

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG