Estados americanos disputam melhor 'árvore de rede de pesca'

Em Maine e Massachussetts, tradicional decoração natalina inclui artefato usado para capturar lagostas

The New York Times |

Os pequenos povoados de Beals e Jonesport, no Estado americano do Maine, concluíram sua segunda exposição natalina anual: uma torre cônica composta de 1.364 redes para a pesca de lagostas, com 60 metros de altura, construída para suportar os fortes ventos que saem da água.

Essa é a sua árvore de Natal, feita de armadilhas de arame tiradas do mar por pescadores que as emprestaram para a causa. "É uma bela estrutura", disse Dwight Carver, um pescador de lagosta de 57 anos que viveu toda a sua vida na ilha de Beals, oposta a Jonesport.

Leia também: Espanhois garantem ter feito maior presépio de chocolate do mundo

NYT
Árvore de Natal com redes de pesca é vista em Gloucester, no Estado americano de Massachussetts (17/12)

Brilhando com suas centenas de luzes e coberta com uma bandeira americana e uma cruz feita de boias para honrar um pescador morto em ação, a árvore é uma das muitas que se materializam nesta época do ano nas cidades pesqueiras ao longo da costa norte da Nova Inglaterra, uma descendente de árvores menores que há muito adornam as casas e portas dos pescadores locais.

Monumentos festivos de engenharia e orgulho local, elas celebram a temporada, reafirmam a economia local e garantem o direito de se gabar para outras cidades.

Quando Jonesport se juntou a Beals para fazer uma árvore enfeitada com redes de pesca de lagosta na ilha pela primeira vez no ano passado - que tinha cerca de 56 metros de altura - Joey Ciaramitaro, um blogueiro de Gloucester, Massachusetts, chamou a criação de "ridiculamente desfigurada" e "horrivelmente desproporcional."

Ciaramitaro disse que preferia a árvore de sua cidade natal, de cerca de 57 metros, que ilumina uma praça no centro da cidade pesqueira.

A cada ano, um grupo de artes local convida crianças para decorar boias como ornamentos, as quais são posteriormente leiloadas para arrecadar dinheiro para o grupo.

Acredita-se que Gloucester tenha iniciado a tradição da árvore enfeitada com a rede de pesca de lagostas quando montou sua primeira, em 2001.

Janice Lufkin Shea, que era um lojista em Gloucester na época, ficou frustrada que a rua comercial da cidade não tivesse uma árvore. Ela viu uma árvore pequena enfeitada com a rede para pesca de lagosta no quintal de alguém e achou que uma versão maior seria perfeita.

Diz a lenda que quando as pessoas em Rockland, Maine, souberam, elas decidiram que também precisavam ter uma.

Howard Mills, de Jonesport, brincou a respeito da árvore de Rockland: "Nós quase ligamos para eles para dizer que iríamos entrar numa competição, a árvore deles contra a nossa".

E, para as comunidades preocupadas com as populações de peixes e os preços da lagosta, cada árvore é um ponto de encontro.

"Nós gostamos de ver todo mundo se divertir e ser feliz", disse Mills. "Pouca coisa acontece no Maine. Este é um tipo de coisa especial para nós."

Por Jess Bidgood

    Leia tudo sobre: euanatalmainemassachussetts

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG