Equipe da Casa Branca cuida da mudança da família Obama

WASHINGTON - A pacífica transferência de poder que irá acontecer no Capitólio no Dia da Posse é, para muitos, um milagre da democracia americana. Mas do outro lado da Avenida Pensilvânia, outro tipo de milagre irá acontecer: o dia da mudança.

The New York Times |

O presidente Bush e sua mulher, Laura, irão acordar na manhã desta terça-feira na Avenida Pensilvânia 1600, como fizeram nos últimos oito anos. Mas quando o novo presidente, Barack Obama, voltar do desfile de posse com sua família no final da tarde, não haverá nenhuma caixa para desempacotar. As roupas estarão dobradas nas gavetas, porta-retratos posicionados nas paredes e sobre penteadeiras, bichos de pelúcia estarão sobre as camas, como se eles já morassem ali.

A operação altamente orquestrada, conduzida por 93 membros da equipe residencial da Casa Branca, não tem comparação no resto do mundo. Tudo acontece em uma questão de horas, sem que um único carregador de mudanças pise na mansão executiva.

"É um caos controlado", disse Ann Stock, que foi secretária social da Casa Branca na gestão Clinton. "Eles têm cerca de quatro ou cinco horas para desempacotar tudo, guardar as coisas nos armários, colocar as fotos das famílias e transformar a casa no lar dos Obamas até que eles cheguem do desfile. A mudança é realmente impressionante".


Casa Branca na última noite antes da chegada da família Obama / AP

O momento também é triste para a equipe da Casa Branca, disse Gary Walters, que se aposentou em 2007 de seu cargo como mordomo chefe da mansão, o responsável por coordenar a mudança. Walters serviu sete presidentes e, o dia da mudança, segundo ele, é um momento invariavelmente melancólico.

"Durante a manhã o presidente e a primeira dama se despedem da Casa Branca e da equipe, o encontro é muito emotivo", ele disse. "Depois todos tem que se transformar na equipe do próximo presidente até o final da tarde. Não é uma tarefa fácil".

Se o passado serve de modelo, a mudança desta terça-feira começará por volta das 10h45, pouco depois que Bush, depois de receber a família Obama para o tradicional café do Dia da Posse, partir para o Capitólio. Veteranos de outras mudanças na Casa Branca dizem que tipicamente, um caminhão de mudanças chega para trazer os pertences da nova família. Cada funcionário tem uma tarefa, designada com muita antecedência. Se tudo sair bem, o exercício é concretizado com a precisão de uma orquestra.

Por SHERYL GAY STOLBERG

Análises

Opinião

Leia também:

Galerias de fotos

Vídeos

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG