Em visita ao Iraque, Obama reitera promessa de acabar com guerra no país

CAMP VICTORY - O presidente Barack Obama fez uma visita surpresa ao Iraque na terça-feira, sua primeira como comandante da nação ao lugar de uma das duas guerras que herdou e agora precisa encerrar.

The New York Times |

Reiterando sua promessa de terminar com uma guerra à qual se opôs desde o início, ele disse a uma plateia de soldados americanos que é chegada a hora dos iraquianos "assumirem a responsabilidade por seu país e sua soberania". Mais tarde, com sinais de impaciência em sua voz, ele pediu que os líderes iraquianos unam este país dividido por facções étnicas e sectárias e incorporem tudo sob um mesmo governo e forças de segurança.

"Este é um momento de transição de nós aos iraquianos", disse Obama a centenas de soldados americanos reunidos no palácio Al Faw, um prédio suntuoso de arenito que fica em um lago artificial e pertenceu a Saddam Hussein. A multidão uniformizada aclamou a declaração com aplausos entusiasmados.

Desde que se tornou presidente a menos de três meses, Obama agiu rapidamente para remodelar a guerra no Iraque. Ele anunciou planos de retirada de todas as forças de combate até agosto de 2010, conforme busca mudar o foco militar para a problemática guerra no Afeganistão.

No entanto, ele escolheu visitar o Iraque. O secretário de imprensa da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que o presidente fez isso por causa da proximidade do Iraque com a Turquia, onde começou seu dia, da necessidade de pedir que os iraquianos busquem uma reconciliação política e do desejo de apoiar "nossos homens e mulheres que estão em perigo, seja no Iraque ou no Afeganistão".

A visita de Obama marcou a viagem de uma semana que o levou de uma cúpula econômica em Londres a uma reunião da Otan e foi concluída na Turquia.

Obama chegou a bordo do Força Aérea Um às 16h42 depois de um voo realizado em sigilo e com segurança máxima, que incluiu o fechamento da principal estrada ao Aeroporto Internacional de Bagdá. Sua visita não foi uma surpresa completa, uma vez que foi amplamente discutida desde que ele chegou à Turquia no domingo.

Obama, aparecendo brevemente ao lado do primeiro-ministro Nouri Kamal Al-Maliki na noite de terça-feira, disse: "Eu continuo convencido que nossa determinação e compromisso conjuntos de progredir é maior do que os obstáculos que temos em nosso caminho".



Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG