Em Neverland, antigos vizinhos e novos visitantes

LOS OLIVOS - De vez em quando, um Bentley preto chegava diante da Youngs Gallery e dele saía um grupo de crianças e um homem sob um enorme guarda-chuva. Michael Jackson precisava pegar alguma obra que havia mandado enquadrar.

The New York Times |

O proprietário, Ralph Young, ainda tem algumas destas obras (geralmente retratos de animais e crianças feitos por Norman Rockwell) que Jackson solicitou mas nunca foi buscar desde que deixou o rancho Neverland há quatro anos.

Já faz algum tempo desde que Jackson, que se mudou do rancho que fica estrada acima, aparecia nas lojas e mercados desta cidade. Mas agora algumas pessoas desta pequena vila pensam se sua atitude gentil em relação a ele será testada conforme o local se torna ponto de reunião para os fãs que querem fazer de Neverland uma espécie de Graceland após a morte de Elvis Presley.

O rancho é da imobiliária Colony Capital LLC, que comprou a propriedade em conjunto com Jackson conforme suas finanças começaram a dar problemas.

A casa principal de 1.200 metros quadrados está virtualmente vazia. Mas com as principais emissoras chegando ao local para transmissões, a equipe que trabalha ali restaurou partes da propriedade, reposicionando 40 das estátuas de crianças brincando que antes adornavam o rancho, que tem um total de quase 11 mil metros quadrados, com fontes, lagos e uma estrada de ferro.


Sala vazia do rancho de Neverland / NYT

"Tudo isso era para a criança crescida que ele realmente era", disse um dos funcionários que preferiu permanecer anônimo. "Ele queria que todos fossem felizes e se sentissem confortáveis. Ele nos pedia que as girafas fossem limpas e seu estábulo desodorizado porque não gostava do cheiro e achava que seus visitantes também não gostariam".

Lá fora, não parecia importar aos cerca de 100 ou 200 fãs nos portões que um porta-voz da família tenha dito que o funeral de Jackson não será aqui.

Um acampamento de jornalistas e fãs surgiu há alguns dias e, apesar de ter diminuído quando chegou a notícia sobre o funeral, ele ainda é perceptível nas flores, músicas e dedicatórias que se espalham pelo local.

"Até agora, não incomoda que as pessoas queiram ver onde ele morava", disse Frank Palmer, músico que cresceu na região e lembra de brincar no rancho antes dele se tornar Neverland.


Fãs deixam recados nos portões de Neverland / NYT

"Mas esta era uma cidade tranquila até pouco tempo atrás", ele acrescentou, "e muitas pessoas gostariam que continuasse assim".

Relembre as fases da carreira de Michael Jackson; veja o vídeo:


Leia também:


A carreira de Michael Jackson


Opinião

    Leia tudo sobre: michael jacksonneverland

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG