Eleições para governador podem medir influência de Obama

WASHINGTON - O presidente Barack Obama voltou a fazer campanha. Ele está aparecendo em propagandas políticas na televisão em Nova Jersey esta semana em nome do governador Jon Corzine, democrata que tenta conquistar seu segundo mandato no Estado. Ele também fez campanha na quinta-feira à noite, ao lado de R. Creigh Deeds, candidato democrata ao governo da Virgínia.

The New York Times |

Estas eleições são as duas únicas grandes disputas políticas de 2009. Por isso, elas são retratadas como uma medida precoce de como Obama está se saindo e uma previsão de como os democratas podem se sair nas eleições congressistas do próximo ano.

Isto representa complicações para a Casa Branca, conforme usa Obama para ajudar os candidatos. Pesquisas de intenção de voto mostram que os republicanos lideram em ambos os Estados: Robert F. McDonnell, ex-procurador-geral republicano, à frente de Deeds para ocupar o cargo desocupado pelo governador democrata Tim Kaine na Virgínia, e Christopher J. Christie, antigo promotor republicano, à frente de Corzine em Nova Jersey.

Oficiais de ambos os partidos dizem que no fim, as disputas serão dirigidas por forças e preocupações locais e notaram que historicamente eleições estatais de meio-termo se mostraram fracas em prever eleições futuras.

Ainda assim, a confluência destas duas disputas eleitorais (um ano depois da eleição de Obama e em um momento no qual os democratas estão tentando consolidar seus ganhos nas últimas duas eleições) poderia ser uma exceção. Os resultados podem afetar a arrecadação de fundos do partido, o recrutamento de candidatos e o nível de confiança em ambos os partidos.

Virgínia e Nova Jersey são dois Estados muito diferentes que poderiam oferecer perspectivas diferentes sobre a direção da política em âmbito nacional.

Se o país estiver caminhando para uma direção democrata, Virgínia estará na extremidade desta mudança. Obama foi o primeiro indicado presidencial democrata a conquistar a Virgínia desde Lyndon B. Johnson em 1964. A habilidade dos democratas em vencer a disputa para o governo neste outono poderia ser evidência da vitória de Obama no ano passado ter feito parte de uma reforma do mapa político.

Nova Jersey pode não oferecer uma lição nacional como a Virgínia, a menos que a economia deixe de mostrar sinais de melhora e Obama não consiga passar sua reforma do sistema de saúde pelo Congresso. A disputa de Nova Jersey é mais uma competição sobre um político impopular, Corzine, envolto em dúvidas sobre tudo desde uma investigação de corrupção até impostos sobre propriedades.

Leia mais sobre política nos EUA

    Leia tudo sobre: estados unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG