Educação de Sasha e Malia continua mesmo durante as férias

WASHINGTON - As meninas visitaram a Torre Eiffel e viram a majestade das pedras do Panteão. Elas saltitaram diante dos Jonas Brothers, deram risada com as imitações de cera de seus pais e brincaram com amigos no Camp David, tudo isso durante dois meses de férias escolares.

The New York Times |

AP
Barack e Michelle Obama caminham com as filhas Malia (esquerda) e Sasha no jardim da Casa Branca

Barack e Michelle Obama caminham com as filhas
Malia (esquerda) e Sasha no jardim da Casa Branca

Bem-vindos às maravilhosas férias de Sasha e Malia Obama, uma mistura de viagens internacionais, shows, festas de aniversário e toda a diversão possível organizada pelo presidente e sua primeira-dama.

Mas Barack Obama e sua mulher, Michelle, também tentaram garantir que este primeiro verão na Casa Branca fosse mais do que simplesmente diversão.

A família Obama incorporou lições de história, serviço comunitário, exercícios e alimentação saudável ao tempo livre de suas filhas, oferecendo mais um vislumbre do estilo paternal que atua por trás das paredes do número 1600 da Avenida Pensilvânia.

O casal Obama discutiu o tráfico de escravos com suas meninas durante uma visita a um porto em Gana. Eles se concentraram em serviços voluntários em Forte McNair na Virgínia, onde as meninas ajudaram a encher mochilas com livros e brinquedos para as crianças de famílias militares.

Em Roma, eles organizaram que Sasha, 8 e Malia, 11, aprendessem a fazer sorvete e vissem como a fruta fresca (bananas e amoras, em particular) podem ser transformadas nesta deliciosa sobremesa.

O casal Obama é defensor da estrutura e disciplina na educação de suas crianças. O verão, eles deixaram claro, não foge às regras.

Alguns críticos dizem que as viagens da família Obama são impróprias durante um período de recessão. No mês passado, o senador Charles E. Grassley, republicano de Iowa, disse que o presidente teve que ter "coragem " para visitar pontos turísticos em Paris enquanto insistia que o Congresso se concentrasse na reforma do sistema de saúde.

Mas amigos e assistentes dizem que o casal Obama vê a nação e o mundo como uma grande sala de aula ao ar livre para suas crianças, que conheceram o Papa Bento 16 e o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e testemunharam o ritmo de vida em um país em desenvolvimento como Gana, tudo em um único verão.

"Eles querem expor suas filhas para ter certeza de que elas apreciam a complexidade do mundo, para que vejam as oportunidades maravilhosas que existem, mas também parte do sofrimento", disse Charles J. Ogletree, professor de lei de Harvard e amigo íntimo do casal Obama.

"Isso as ajudará, conforme elas cresçam, a entender como os Estados Unidos têm a obrigação moral de pensar nas outras pessoas", disse Ogletree.

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: euamichelle obamaobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG