culpou um único perturbado cientista pelas mortes de cinco pessoas e envenenamento de outras 17 pelo antraz em 2001. Esse objetivo não foi alcançado." / culpou um único perturbado cientista pelas mortes de cinco pessoas e envenenamento de outras 17 pelo antraz em 2001. Esse objetivo não foi alcançado." /

Editorial - Sigilo mantido pelo FBI prejudica resultado de investigação sobre antraz

Uma coletiva de imprensa realizada pelo FBI na segunda-feira deveria ter apoiado a conclusão da agência que http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/08/06/bruce_ivins_o_unico_responsavel_pelos_envenenamentos_com_antraz_1500680.html target=_topculpou um único perturbado cientista pelas mortes de cinco pessoas e envenenamento de outras 17 pelo antraz em 2001. Esse objetivo não foi alcançado.

The New York Times |

O FBI passou muitos anos apontando um suspeito diferente e isso não será o suficiente para a agência remover os questionamentos que cercam o caso. "Sempre haverá dúvida em relação a isso", afirmou Vahid Majidi, chefe da divisão de armas de destruição em massa da agência.

Um grupo de especialistas independentes precisa investigar a análise técnica do FBI e o trabalho de investigação que foram combinados para convencer os investigadores que o antraz enviado pelo correio só poderia ter saído do Dr. Bruce Ivins, um cientista do laboratório de bioterrorismo em Fort Detrick, Maryland.

O centro do caso do FBI foi o uso de novas técnicas forenses microscópicas que compararam o antraz enviado pelo correio e aquele que a agência diz ter sido preparado por Ivins e mantido num frasco que apenas ele controlava. Os especialistas identificaram quatro marcadores genéticos distintos entre as esporas enviadas pelo correio. Eles analisaram as amostras de antraz obtidas em laboratórios em todo o mundo. Finalmente, concluíram  que apenas as amostras preparadas por Ivins continham todas as mutações.

Talvez outros 100 cientistas tenham tido acesso ao mesmo fornecimento de antraz, seja em Fort Detrick ou outra instituição que recebeu o mesmo carregamento que Fort Detrick, de acordo com o FBI. O trabalho padrão da polícia eliminou todos os outros suspeitos e descobriu evidências circunstanciais que incriminavam Ivins.

Nenhuma dessas evidências circunstanciais foi sujeitada à análise externa. O Congresso deve analisar isso de perto e, dada a importância do trabalho de laboratório em determinar que o antraz pertencia ao carregamento de Ivins, é perturbador que o FBI não tenha fornecido mais detalhes sobre sua investigação científica para que especialistas independentes possam avaliá-la.

Com as informações disponibilizadas percebemos que o FBI realizou um golpe científico, mas pelo menos um especialista em armas biológicas expressou publicamente dúvidas em relação a autoria ser realmente de Ivins e muitos de seus colegas em Fort Detrick sentem o mesmo. Agora que o suicídio de Ivins impediu um julgamento em corte, será preciso uma avaliação independente para garantir que o FBI encontrou o homem certo. Para isso a agência que sempre foi cheia de segredos terá que compartilhar algumas informações.

Leia mais sobre antraz

    Leia tudo sobre: antraz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG