rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Um grupo consultivo presidencial emitiu a descrição de um cenário plausível no qual uma epidemia poderia causar até 90 mil mortes nos EUA, três vezes a mortalidade de uma temporada de gripe típica. Os Centros de Controle e Prevenção de Doença reagiram dizendo que provavelmente o número não será tão alto." / gripe suína - New York Times - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Um grupo consultivo presidencial emitiu a descrição de um cenário plausível no qual uma epidemia poderia causar até 90 mil mortes nos EUA, três vezes a mortalidade de uma temporada de gripe típica. Os Centros de Controle e Prevenção de Doença reagiram dizendo que provavelmente o número não será tão alto." /

Editorial: Estados Unidos se preparam para temporada da gripe suína

Houve muita confusão na semana passada a respeito da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Um grupo consultivo presidencial emitiu a descrição de um cenário plausível no qual uma epidemia poderia causar até 90 mil mortes nos EUA, três vezes a mortalidade de uma temporada de gripe típica. Os Centros de Controle e Prevenção de Doença reagiram dizendo que provavelmente o número não será tão alto.

The New York Times |

Nossa própria posição é: a epidemia de "gripe suína" neste outono e inverno no hemisfério norte provavelmente irá atingir mais pessoas do que a gripe comum, mas o vírus não será anormalmente letal. Se ele se disseminar rapidamente depois que as aulas começarem, nós teremos que enfrentá-lo sem uma vacina, que não estará disponível em quantidades significativas até que a epidemia atinja seu auge.

O relatório que gerou preocupação foi emitido pelo Conselho de Consultores de Ciência e Tecnologia do Presidente. O conselho ressaltou que não está prevendo o que irá acontecer, mas simplesmente oferecendo um cenário possível para ajudar o governo a  desenvolver respostas para uma possível epidemia.

O relatório supõe uma epidemia que poderia produzir sintomas em 60 milhões a 120 milhões de pessoas e fazer com que até 90 milhões busquem cuidados médicos; até 1,8 milhão podem ser hospitalizadas, 300 mil afogariam as sobrecarregadas UTIs, e entre 30 mil e 90 mil poderiam morrer.

Até mesmo alguns membros do painel consultivo acreditam que suas estimativas podem ser um pouco altas. De qualquer forma, este é um vírus que não é mais letal, e possivelmente é menos letal, do que os vírus comuns da gripe.

Nos surtos iniciais na última primavera, cerca de 800 mil nova-iorquinos, 10% da população da cidade, desenvolveram sintomas atribuídos ao vírus da gripe suína. Apenas 54 morreram (um índice de mortalidade encorajadoramente baixo). A maioria das pessoas infectadas melhorou sem tratamento médico.

Outro sinal encorajador é que o vírus não ficou mais virulento conforme deu a volta ao mundo. Finalmente, os Estados Unidos estão melhores preparados do que antes. A gestão Bush e o Congresso investiram pesadamente no planejamento e armazenamento de remédios e suprimentos médicos para combater a temida pandemia de gripe aviária que nunca aconteceu, e a gestão Obama deu continuidade a este esforço. Os mesmos remédios funcionam contra o vírus da "gripe suína".

O problema é que uma vacina contra a "gripe suína" ainda está sendo testada e não estará pronta até meados de outubro, tarde demais para ajudar a maioria das pessoas se o vírus se disseminar rapidamente em setembro depois que escolas e faculdades retomarem suas rotinas.

O conselho padrão será para que as pessoas cubram a boca ao tossir, lavem as mãos e fiquem em casa se estiverem doentes. Haverá remédios para tratar os muito doentes.

O vírus da "gripe suína" parece infectar a maioria das pessoas com menos de 65 anos, ao contrário das gripes sazonais que atingem principalmente os idosos. Oficiais da saúde têm se preparado para ambos os tipos de gripe e irão oferecer vacinas contra elas. Seja qual for o dano causado pela "gripe suína" seu impacto se acumulará aqueles causados pela gripe comum e suas mortes.

Leia mais sobre "gripe suína"

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG