Editorial - Estabilização do mercado imobiliário depende do governo

O secretário do Tesouro Henry Paulson não parece o tipo de homem feliz ao ser enganado. Ainda assim ele tolera uma Casa Branca que permanece oposta a uma ação direta do governo para evitar as desapropriações - um programa que é essencial para manter milhões de americanos em suas casas e evitar uma crise financeira ainda pior.

New York Times |

Há cerca de três semanas, Sheila Bair, presidente do Federal Deposit Insurance Corp. (ou FDIC), disse ao Congresso que estava trabalhando em conjunto com o departamento de Paulson para desenvolver um robusto plano contra as desapropriações. Desde então, o Departamento do Tesouro o recusou e evitou enquanto a Casa Branca argumenta que já faz algo para ajudar os donos de imóveis.


Obama e Bush conversam na Casa Branca / AP

Depois de um ano fazendo pouco para evitar uma onda de desapropriações, o problema está piorando. A inadimplência leva à desapropriação que abaixa os preços dos imóveis. Esta queda nos preços (juntamente com o aumento no desemprego, na renda e outra esperada onda de inadimplência) certamente levará a mais inadimplência e uma queda ainda maior nos preços, ameaçando os bancos responsáveis por empréstimos e prolongando a crise financeira.

Claramente, o sistema não irá se estabilizar até que os preços dos imóveis se estabilizem, e os bancos não irão emprestar livremente até que as perdas sobre hipotecas inadimplentes sejam abatidas.

A crise poderia não ter saído tanto de controle caso o governo tivesse iniciado um esforço rigoroso no ano passado para impedir a inadimplência. Ao invés disso, ele aquiesceu à indústria da hipoteca, defendendo as renegociações voluntárias caso a caso que não resolveram o problema.

Caso o pacote de resgate de US$700 bilhões desta gestão tenha qualquer esperança de funcionar, ele terá que lidar com o problema da desapropriação agora, e não depois.

O FDIC desenvolveu um plano razoável que está em uso, com resultados promissores, para renegociar as hipotecas inadimplentes do banco californiano IndyMac. De acordo com o plano, os bancos reestruturam as hipotecas em dificuldades (baixando os juros, prorrogando os termos do empréstimo ou adiando o pagamento de uma parcela do valor) para torná-las mais baratas. O objetivo é reduzir o pagamento mensal para cerca um terço da renda do beneficiado depois dos impostos.

O acordo também beneficia as financiadoras e os investidores, porque, com o tempo, os novos empréstimos irão gerar mais dinheiro do que a desapropriação dos imóveis. Além disso, caso a hipoteca se torne inadimplente, o governo irá ajudar nas perdas.

Não é preciso muito (quando comparado com US$700 bilhões) para levar este plano a todo o país. E isso poderia ser feito sem uma nova lei, uma vez que o dinheiro pode vir do fundo de resgate do banco.

Os críticos alertam que o plano irá encorajar os donos de imóveis a não pagar suas mensalidades deliberadamente na esperança de um acordo melhor. Isso assume que os donos de imóveis em boa situação iriam arruinar seu crédito para levar vantagem. O plano também se aplica apenas às pessoas cujas hipotecas são caras demais em relação a sua renda. Algumas pessoas irão levar vantagem com isso? Sim. Existe motivo para não seguirmos adiante? Não.

Nesta gestão houve debates sobre um possível novo plano contra as desapropriações que pode reduzir os pagamentos mensais temporariamente, digamos, por cinco anos, ou que exigiria que o governo fizesse pagamentos diretos a financiadora para compensar a perda no fluxo de dinheiro. Isso um uso inapropriado do dinheiro dos contribuintes uma vez que modificações temporárias não estabilizariam o sistema a longo prazo.

Todos os caminhos, para dentro e fora desta crise, passam pelo mercado imobiliário. Paulson deveria pressionar por um plano que inclua modificações permanentes a empréstimos problemáticos. Esta é a única forma de manter os americanos em suas casas, salvar os bancos e a economia.

    Leia tudo sobre: bushobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG