Editorial - Cansados de comer no escuro

Uma corte federal serviu algo além da sobremesa a alguns restaurantes de Nova York na semana passada, exigindo que eles sigam as leis municipais e coloquem informações sobre calorias ao lado dos preços. Infelizmente, a indústria parece determinada a lutar e a disputa legal deve continuar.

The New York Times |

Na sua decisão, o juiz Richard Holwell da corte distrital de Manhattan sabiamente percebeu que informar a quantidade de calorias contidas num prato pode ajudar a conter o descontrolado aumento da obesidade e derrubou a defesa da Associação de Restaurantes do Estado de Nova York que afirmou que essa decisão contrariaria a Primeira Emenda. As lei entra em vigor nesta segunda-feira. A indústria disse que pretende apelar da decisão, argumentando absurdamente que os restaurantes sofrerão "danos irreparáveis". Isso é tão pesado quanto um milkshake do McDonalds, que, aliás, tem 1160 calorias.

A lei se aplica a restaurantes que sejam parte de cadeias com 15 ou mais filiais em todo o País. Cerca de 10% dos restaurantes da cidade, quase 2400 estabelecimentos, serão atingidos. Poucos - como Starbucks, Quiznos, Subway, Chipotle, Auntie Anne's, Jamba Juice e Chevys - se responsabilizaram e voluntariamente passaram a cumprir a lei.

Outros, como McDonald's, Burger King, KFC, Domino's, Pizza Hut e Taco Bell, ficaram de fora. Eles provavelmente não sabem que os nova-iorquinos ganharam 5 milhões de quilos nos últimos dois anos, desproporcionalmente nos bairros mais pobres, onde muitas das refeições dos restaurantes de 5 milhões de filiais são vendidas. Nesses bairros também se encontram os maiores níveis de diabetes, hipertensão e doenças cardíacas.

A indústria mantém que as informações a respeito das calorias está disponível online, e algumas vezes nas toalhas de papel que cobrem suas bandejas. Mas isso ali a informação pode facilmente não ser vista antes do pedido. O esforço pioneiro de Nova York não deve mais ser adiado.

    Leia tudo sobre: new york times

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG