convenção de indicação estão significantemente mais tensos a respeito das chances do senador Barack Obama do que há um mês e pedem que o candidato use os próximos quatro dias para lidar com as fraquezas de sua campanha e por um fim às divisões que restaram no partido depois das primárias." / convenção de indicação estão significantemente mais tensos a respeito das chances do senador Barack Obama do que há um mês e pedem que o candidato use os próximos quatro dias para lidar com as fraquezas de sua campanha e por um fim às divisões que restaram no partido depois das primárias." /

Convenção em Denver reserva muito trabalho para democratas

DENVER - Os democratas aqui reunidos para sua http://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoeseua/2008/08/22/politicos_e_familiares_de_obama_irao_discursar_durante_a_convencao_nacional_democrata_1589795.html target=_topconvenção de indicação estão significantemente mais tensos a respeito das chances do senador Barack Obama do que há um mês e pedem que o candidato use os próximos quatro dias para lidar com as fraquezas de sua campanha e por um fim às divisões que restaram no partido depois das primárias.

The New York Times |


Clique para ver a galeria de fotos dos preparativos em Denver

Os assessores de Obama disseram ter aprendido com o que descrevem como o erro da convenção democrata de 2004 (quando assessores do senador John Kerry tentaram proibir os oradores da convenção de atacar o presidente Bush) e que usarão estes quatro dias para mostrar os contrastes com o senador John McCain, particularmente na economia e na oposição do republicano ao aborto.

"O que está em jogo ficará muito claro", disse David Axelrod, principal estrategista de Obama. "Nós iremos definir a escolha".

Em entrevistas, muitos democratas deixaram claro que a convenção que antecipavam como uma tranquila celebração de Obama se tornou um evento mais sóbrio e consciente de suas consequências.

Isso reflete um verão que eles disseram ter demonstrado as vulnerabilidades de Obama e a resistência de McCain, além dos sinais de permanente divisão no partido entre os defensores da senadora Hillary Rodham Clinton e de Obama.

Dennis McDonald, presidente democrata de Montana, um Estado que Obama busca tomar dos republicanos, disse que esse é um momento crítico para Obama depois de um mês em que as pesquisas de intenção de votos sugeriram que a corrida eleitoral e os eventos na Geórgia e Rússia colocaram novo ângulo nas relações internacionais, criando uma abertura que McCain soube aproveitar.

Em grande parte, este é um partido confiante ainda que levemente ansioso. Muitos democratas ficaram felizes com a escolha do senador Joseph R. Biden Jr. de Delaware como o companheiro de disputa de Obama, dizendo que ele tem o potencial para ajudar a lidar com as limitações políticas de Obama.

Os democratas disseram que se preocupam que as tensões entre os defensores de Clinton e Obama sejam expostas ao público depois que o nome da senadora for mencionado na indicação, principalmente depois que Obama a rejeitou ao escolher Biden.

Os assessores de Clinton disseram no domingo que ela irá se encontrar com seus delegados na quarta-feira para pedir formalmente que votem em Obama durante a noite de votação. (De qualquer forma, de acordo com as regras do Partido Democrata, os delegados podem votar em quem quiserem).

A campanha de Obama, deixando pouco para a sorte, começou a pautar diariamente seus delegados sobre os assuntos que deverão ser mencionados naquele dia, dizendo o que devem dizer e evitar quando falarem com os repórteres.

Por ADAM NAGOURNEY

Leia mais sobre eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG