China expande programa de identificação para microblogueiros

Preocupadas com conteúdo publicado no 'Twitter chinês', autoridades exigem que usuários cadastrarem dados verdadeiros

The New York Times |

A China quer implementar, em fase de testes e em todo território nacional, um programa que irá exigir que os usuários de microblogs apresentem suas identidades para o governo para que possam publicar comentários na internet.

O oficial Wang Chen disse em uma entrevista coletiva que os testes devem começar em cinco grandes cidades chinesas no leste do país e irão continuar até que todos os problemas sejam resolvidos. Mas ele disse que, eventualmente, todos os 250 milhões de usuários de microblogs, chamados de weibos em chinês, terão que se registrar, a começar pelos novos usuários

NYT
Mulher acessa a internet em uma lan house, um costume crescente na China

Wang indicou que no âmbito do programa, os usuários poderão continuar a utilizar apelidos, porém serão obrigados a se registrar fornecendo suas identidades verdadeiras.

Ele lidera o Escritório do Conselho Estadual da Informação, que regulamenta a internet e a máquina de relações públicas domésticas do governo. Ele também é vice-diretor do departamento de propaganda do Partido Comunista e é especificamente responsável pelos esforços financiados pela China recentemente para melhorar a imagem do país ao redor do mundo.

O governo afirmou que o teste do registro dos nomes reais dos microblogueiros visa verificar se é possível limitar a propagação de boatos maliciosos, pornografia, fraudes e outras práticas não saudáveis nestes sites, que se tornaram uma importante fonte de notícias para muitos chineses.

Defensores da liberdade de expressão em geral condenam a medida, dizendo que os debates provocados pelos microblogs e críticas frequentes à má conduta de oficiais do governo serão neutralizada se o governo souber a identidade de todos que publicam um comentário.

A China contabilizou 513 milhões de usuários da internet em 2011, um aumento acentuado em comparação à 2010, mas os microblogs têm crescido de uma maneira mais espetacular, quadruplicando o seu número de usuários no último ano.

Wang disse que o governo apoia amplamente o uso de microblogs por parte dos cidadãos, dizendo que em um dia padrão quase 150 milhões de novos comentários são publicados online neste sites.

Os registros de nomes verdadeiros terá um efeito inibidor sobre alguns tipos de comentários online, disse Hu Yong, professor associado da escola de jornalismo e comunicação da Universidade de Pequim. Mas é necessário esperar para ver se muitos usuários serão dissuadidos de falar sobre questões controversas, acrescentou Hu.

"Com certeza algumas pessoas não irão se atrever a falar sobre certos assuntos", disse ele. "Mas muitas pessoas já estão usando seus nomes reais, mesmo quando discutem assuntos atuais. E o número de weibos é tão grande que se algo acontecer que mexa com seus interesses, acho que ainda presenciaremos um grande tumulto".

Por Michael Wines

    Leia tudo sobre: chinamicroblogsinternetcensura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG