Caminhões com ajuda humanitária esperam autorização para entrar em Gaza

PASSAGEM EL AUJA, Egito - A França enviou equipamentos técnicos para ajudar os moradores de Gaza a extrair água do solo. Os suíços enviaram cobertores e utensílios de plástico. A agência humanitária Mercy Corps enviou 12 caminhões de comida.

The New York Times |

Mas na terça-feira tudo isso, e dezenas de outros caminhões transportando açúcar, arroz, farinha, suco e leite em pó, ficou parado sob o sol sem ir a lugar nenhum. 

Esta normalmente tranquila passagem comercial entre o Egito e Israel se transformou em um estacionamento para a ajuda humanitária e na cidade de El Arishthere há uma quantidade ainda maior de comida, roupas e suprimentos essenciais, parados, esperando e cozinhando sob o sol. Alguns suprimentos estão sobre dezenas de caminhões estacionados nas ruas da cidade, mas a maioria está estocada em áreas abertas como estádios esportivos, também esperando, não indo a lugar algum. Apenas os suprimentos médicos parecem chegar a Gaza.


Famílias da Faixa de Gaza que perderam as casas buscam abrigo em tendas / AP

Desde o cessar-fogo, Israel tem permitido que alguns suprimentos humanitários cheguem a Gaza, mas o território ainda tem pouco do que precisa como necessidade básica. Israel fechou todos os cruzamentos para Gaza na terça-feira depois que um soldado israelense foi morto em um bombardeio ao longo da fronteira. Mas isso não mudou nada nesta fronteira, na qual o fluxo está parado há dias.

Oficiais e voluntários no Egito culpam os israelenses, dizendo que mesmo antes do fechamento da passagem, Israel havia permitido a passagem de suprimentos por apenas 19 horas por semana. Oficiais israelenses disseram que o Egito não havia feito o suficiente para coordenar o fluxo de ajuda que chega para Gaza e que esperam que um sistema seja implementado em breve para solucionar o problema.

Enquanto isso, caminhões com ajuda humanitária estão parados no Egito. Isso inclui 13 geradores e o trailer cheio de comida de Amir Abdullah.

"Toda nossa carne está estragando", disse Abdullah, cujo trator cheio de comida e cobertores se encontrava parado do lado de fora do estádio em El Arish na últimas 24 horas.

Por MICHAEL SLACKMAN

Leia mais sobre Faixa de Gaza

    Leia tudo sobre: faixa de gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG