Blogueira publica fotos nua e provoca indignação no Egito

Fotografias de ativista de 20 anos causaram conflito partidário na campanha política entre conservadores islâmicos e liberais

The New York Times |

Reprodução/Facebook
Aliaa Magda Elmahdy em foto de sua página no Facebook
Aparentemente,  Aliaa Magda Elmahdy pensou em dar um golpe em favor da igualdade sexual e da liberdade de expressão no Egito quando publicou fotos nuas de si mesma em um blog. Em vez disso Elmahdy desencadeou uma onda de indignação no país, alimentando sentimentos conservadores islâmicas que muitos liberais temem que irão prejudicar suas chances nas eleições parlamentares do país na próxima semana.

Leia também:
-Milhares protestam contra junta militar no Egito

-Turismo sofre impacto de revolução estagnada

É difícil relatar o choque que é uma mulher egípcia publicar fotos nuas de si mesma na internet em um país religioso conservador, onde a grande maioria das mulheres muçulmanas cobrem o corpo e o rosto, e até mesmo os homens raramente mostram sequer os joelhos em público. No Egito, mesmo beijar em público é tabu.

Logo, a ativista de 20 anos de idade se viu em meio a um conflito partidário da campanha política, sobretudo entre os conservadores islâmicos e os liberais que se enfrentam na primeira eleição do país desde que o presidente Hosni Mubarak foi derrubado do poder .

"Muitos movimentos no Egito, principalmente os movimentos islâmicos, estão tentando se beneficiar da situação", disse Emad Gad, um candidato parlamentar do esquerdista Partido Social Democrático Egípcio. "Eles dizem: 'Nós temos que proteger a nossa sociedade de coisas como essa e, se os liberais ganharem, então essa mulher se tornará um modelo para todas as mulheres egípcias."

Ativistas liberais rapidamente negaram qualquer ligação com ela. Após relatos essa semana indicando que Elmahdy é membro do Movimento da Juventude 6 de abril – um grupo importante na revolta que depôs Mubarak em janeiro – seu porta-voz, Tarek al-Kholi, disse ao canal de notícias Al Arabiya que "o movimento não tem membros que se envolvem em tal comportamento".

Reprodução/Blog
Aliaa Magda Elmahdy postou essa e outras fotos em que aparece nua em seu blog
Elmahdy, cujo namorado passou quatro anos na prisão por escritos considerados blasfêmicos ao Islã e Mubarak, publicou as fotos com um comunicado declarando-as um ato de rebelião contra a cultura conservadora e os "complexos sexuais" do Egito, tudo isso no espírito da revolução.

Saiba mais:
-Mubarak sai do poder no Egito após quase 30 anos

-Presidente do Egito renuncia e entrega poder ao Exército

Elmahdy não respondeu a um pedido para comentar o assunto feito no Twitter e seu número de telefone não estava disponível.

O alvoroço sobre as fotos dela ecoaram um debate que tomou a Tunísia no mês passado na véspera da sua primeira eleição livre , quando uma estação de televisão divulgou um filme crítico da tomada islâmica após a revolução iraniana.

Desde que foram publicadas no domingo, as fotos nuas foram vistas mais de 1,6 milhão de vezes e já atraíram mais de 2 mil comentários, embora muitos sejam bastante críticos. "Liberdade", escreveu um detrator, "não é o mesmo que degradação e prostituição."

Por Liam Stack e David D. Kirkpatrick

    Leia tudo sobre: blogegitonudezativistaislamismoconservadoresliberaisnuamubarakmundo árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG