Após derrota, Obama busca apoio entre classe trabalhadora dos EUA

ANDERSON, Ind. ¿ A fim de absorver as lições de sua derrota na Pensilvânia, o senador Barack Obama está realizando diferenças sutis no estilo de sua campanha e em sua mensagem, na tentativa de reforçar seu apelo entre a classe mais baixa de eleitores e ainda para evitar uma outra derrota em Indiana. Conselheiros temem que um desempenho fraco no Estado possa fazer com que líderes partidários questionem o poder da candidatura de Obama e sua viabilidade nas eleições gerais.

The New York Times |

No último domingo, Obama compareceu a uma igreja metodista de Indianápolis, tipo de evento que era raro na agenda do candidato. Ele ainda foi a uma partida de basquete na última sexta-feira. E mais uma vez, os grandes estádios repletos de eleitores, deleite em toda a campanha do senador, deram espaço à pequenas reuniões com habitantes locais, onde o político parecia falar diretamente com as pessoas ¿ e não diante delas.

Tal mudança reflete a preocupação de Obama frente aos ataques da senadora Hillary Clinton, que o acusa de ser distante e culturalmente fora da ótica da classe trabalhadora democrata. Tal argumento foi comprovado com a vitória de Hillary, favorita a maioria dos membros deste eleitorado na última terça-feira na Pensilvânia, e também no último mês em Ohio.

Obama, em uma aparição no programa de Chris Wallace no final de semana, subestimou os possíveis problemas com tal parcela do eleitorado, dizendo que Hillary teve um desempenho melhor devido ao fato de eleitores serem menos familiarizados comigo do que com ela, e assim devemos provavelmente trabalhar mais para mudar isto.

Eu tenho de ser mais presente, disse. Devo bater em mais portas, aparecer em mais eventos.

As mudanças de Obama, especialmente em sua relação com o público, parecem injetar um ar de renovação em seu estilo de campanha. Em reuniões de estratégia política na última semana, assessores concluíram que Obama deveria fazer um trabalho melhor e lembrar os eleitores de seu histórico. Ele ainda deve aguçar o tempero de suas propostas referentes à economia, disseram eles, para melhorar seu apelo e sua conexão com tais eleitores, na esperança de conquistar a simpatia e sensibilidade que direcionaram sua vitória nos Estados do meio-oeste.

Assessores de Obama ainda debatem sobre a possibilidade do candidato realizar um outro pronunciamento significativo¿ como o que fez em Iowa - para discutir temas relacionados à sua campanha que eclodiram nos últimos meses, pior fase de toda a campanha do senador de Illinois.

-Jeff Zeleny e Adam Nagourney

Leia mais sobre: eleições nos EUA


    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG