Ao produzir filme sobre mineiros chilenos, produtor encerra ciclo

Produtor de cinema de Hollywood cresceu em Santiago e voltará ao Chile para filmar drama sobre resgate de 33 mineiros em Copiapó

The New York Times |

Em um estúdio repleto de lembranças de sua vida em Hollywood, o produtor de cinema Mike Medavoy mantém um instantâneo em preto e branco de alguns amigos de infância com quem jogava futebol. Ele é o desengonçado no meio da turma. A legenda diz: "Chile, 1957."

Cinquenta e quatro anos mais tarde, Medavoy, que cresceu em Santiago, voltará ao país com um projeto de filme que irá testar suas habilidades como cineasta e fechar um ciclo em sua vida pessoal. Trata-se de um drama sobre o acidente em Copiapó, em que 33 mineiros chilenos ficaram presos no subsolo durante 69 dias no ano passado, antes de serem resgatados com vida.

NYT
Produtor Mike Medavoy com foto de quando era garoto no Chile
Medavoy adquiriu os direitos dos mineiros, que em conjunto venderam sua história em um acordo mediado pela William Morris Endeavor Entertainment.

Medavoy também terá direito a um livro que está sendo escrito sobre o incidente por Hector Tobar e irá contratar Jose Rivera - cujo roteiro de "Diários de Motocicleta" foi nomeado para um Oscar em 2005 - para traduzir o enredo para a tela.

O empresário chileno Carlos E. Lavin ajudará a financiar o filme. Na foto de Medavoy, Lavin é o jovem ajoelhado à esquerda.

Mas ainda não há nenhum estúdio de Hollywood envolvido, em parte porque Medavoy tem experiência suficiente para saber que histórias difíceis, pelo menos em seus estágios iniciais, devem ser criadas e promovidas fora dos estúdios.

Afinidade
Os mineiros, sete dos quais jantaram com Medavoy em Beverly Hills recentemente, têm uma infinidade de histórias pessoais que Rivera espera usar para criar um filme que satisfaça tanto o público quanto os próprios sobreviventes.

"Da minha experiência pessoal em lidar com os mineiros, todos eles acreditam que essa é uma história sobre união", disse Guillermo Carey, porta-voz do grupo.

Carey, que falou por telefone do Chile, disse que todos os mineiros se juntaram para vender os direitos da história para o filme e irão compartilhar qualquer lucro. Ele se recusou a dizer quanto eles irão receber pelos direitos ou o quanto irão receber se o filme realmente for feito.

*Por Michael Cieply

    Leia tudo sobre: chilemineiroscopiapófilmemike medavoy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG