Alguns dão boas vindas a Specter, outros estão duvidosos

ARDMORE - O senador Arlen Specter, que chacoalhou o mundo político nesta terça-feira ao trocar de partidos para se tornar um democrata, pode apenas esperar que a maioria de seus eleitores em seu novo partido seja como Nellie Lazar.

The New York Times |

Lazar, 35, enfermeira que trabalha na Filadélfia e levava seu filho de sete meses, Jonah, a uma das luxuosas lojas do Surburban Square nesta quarta-feira, disse que nunca votaria em Specter enquanto era republicano. No entanto, como agora ele é um democrata, isso mudará.

Eu voto pelas ideias do partido e eu acho que pessoas como eu também darão as boas-vindas a ele, disse.

Entrevistas com diversos outros eleitores mostraram que muitos democratas gostaram da dramática ação de Specter e esperam que ele ganhasse a reeleição em novembro. Contudo, há 1,2 milhões de democratas a mais do que republicanos no Estado.

Quanto aos republicanos, em geral, ficaram bravos.

Ele é uma pessoa com fome de poder, que fará qualquer coisa para ficar no cargo, disse Jane L. Wilson, 61, gerente de um escritório e moradora de Haverford Township. Ela mesma mudou de partido no ano passado para votar em Hillary Rodham Clinton, nas eleições presidenciais primárias, mas não pretende votar em Specter agora por causa do que ela acredita ser uma ambição descoberta.

A resposta impressionante nos subúrbios da Filadélfia, base política de Specter, foi que ele realmente era um democrata o tempo todo e sua nova identidade foi apenas uma formalização disso.

Eu o encontrei há seis meses e pensei que ele parecia mais com o meu pessoal do que com os republicanos, e imaginei: o que ele está fazendo naquele partido?, disse Robert Walter, 84, um democrata e ex-professor que mora perto de Newton Square.

Menos previsível ainda é o fato de que, em ambos os partidos, muitos expressaram preocupação sobre a idade e a saúde. Ele tem 79 anos, um tumor e um linfoma de Hodgkins no cérebro, causas pelas quais começou a fazer quimioterapia em 2005. Atualmente, joga squash várias vezes por semana e diz que sua saúde está excelente, mas não venceu as preocupações.

Ele tem o que, uns 80 anos e tumores no cérebro?, disse William Kayanagh, 34, republicano que presta serviços em alarmes de incêndio e mora em Norwood.

A troca de partido só alimentou as suspeitas de Kayanaugh.

Por que tão tarde em sua carreira?, perguntou ele. Eu votei nele no passado e se ele tivesse continuado no partido, eu votaria, mas, agora, eu não sei.


Por KATHARINE Q. SEELYE


Leia mais sobre democratas

    Leia tudo sobre: democratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG