Em busca do sonho americano, imigrantes ilegais terminam presos em solitárias

Por NYT |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo dados federais, cerca de 300 são mantidos em confinamento solitário por 15 dias ou mais; imigrantes são detidos sob acusação civil e, por isso, não deveriam ser punidos

NYT

Em um dia qualquer, cerca de 300 imigrantes são mantidos em confinamento solitário nas 50 maiores instalações de detenção que compõem os centros de retenção nacional supervisionados por oficiais da Imigração e Fiscalização Aduaneira, de acordo com dados federais.

Leia mais: Obama deportou mais imigrantes ilegais no 1º mandato que Bush em oito anos

NYT
Fazendeiro mexicano é detido após tentar entrar nos EUA em Nogales, Arizona

Reeleito: Obama teve forte apoio de minorias e mulheres para vencer em 2012

Quase metade deles ficam isolados por 15 dias ou mais, um prazo que, segundo especialistas em psiquiatria, pode levar a danos mentais. Os dados mostram também que cerca de 35 detentos são mantidos em confinamento solitário por mais de 75 dias.

Embora os registros não indiquem por que os imigrantes tenham sido colocados em confinamento solitário, um assessor que ajudou a agência de imigração a rever os números estimou que dois terços dos casos envolveu infrações disciplinares, como a quebra de regras das instalações, responder para os guardas ou participar de brigas.

Leia o especial do iG e saiba tudo sobre novas leis de Imigração dos EUA

Os imigrantes também foram regularmente enviados para confinamento solitário por serem vistos como ameaça para outros detentos, para funcionários do centro ou para fins de proteção quando o imigrante era homossexual ou tinha problemas mentais.

Embora os oficiais da Imigração e Alfândega coloquem apenas cerca de 1% de seus imigrantes presos na solitária, esta prática não deixa de ser surpreendente, pois os detidos estão sendo mantidos sob acusação civil e não criminal. E, por isso, não deveriam ser punidos. Eles simplesmente estão confinados para garantir que compareçam às audiências administrativas.

Congresso: Esforços por reforma migratória nos EUA preocupam base republicana

Leia mais: Iniciativa nos EUA ajuda imigrantes a se aquecer no inverno

Ernestine Fobbs, uma porta-voz da agência, disse que, além dos imigrantes que estão separados dos outros detentos por motivos disciplinares, os detidos são isolados apenas "como um último recurso, quando outras opções não estão disponíveis para atender às especificidades da situação."

"A ICE leva os cuidados de saúde mental dos indivíduos sob custódia da agência muito a sério", acrescentou.

Debate: Fronteira com México se transforma enquanto EUA buscam reforma migratória

À medida que o governo Obama tem intensificado a aplicação da lei contra imigração ilegal, a população de imigrantes detidos aumentou para quase 85 % desde 2005. Quando os imigrantes ilegais são detidos, normalmente não recebem penas com datas de término. Ficam nesta situação, às vezes durante meses, até voluntariamente assinarem papéis de deportação. Em alguns casos, as autoridades de imigração determinam se eles poderão permanecer no país ou se serão deportados.

Dia 25: Obama pressiona Congresso a agir rápido sobre reforma imigratória

No ano passado, o relator especial das Nações Unidas sobre a tortura, Juan Mendez, solicitou a proibição da prisão solitária, exceto em situações limitadas e destacou os Estados Unidos por sua dependência do método.

Este mês, divulgou um relatório, em parte focado no uso do confinamento solitário em imigrantes detidos pelo governo americano. "Os Estados Unidos", disse ele em uma entrevista, "está desrespeitando suas obrigações sob a convenção da tortura".

Por Ian Urbina e Catherine Rentz

Leia tudo sobre: euaimigração nos euaimigrantesobama

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas