No Twitter, fama e seguidores podem ser comprados

Sites como USocial.net, InterTwitter.com e FanMeNow.com vendem 'fãs'; por US$ 424,15, comediante Dan Nainan passou de 700 para 220 mil seguidores de sua conta

NYT |

NYT

Como comediante, Dan Nainan teve a sorte de conquistar muitos fãs, milhões de visualizações no YouTube e até mesmo conseguir uma audiência com o presidente Barack Obama. Mas uma coisa estava faltando.

Saiba mais:  Celebridades americanas desistem do Twitter

"O número de seguidores que eu tinha no Twitter em relação a quantas pessoas no mundo realmente sabiam sobre mim era totalmente desproporcional", disse ele. Assim, em junho, ele comprou praticamente uma pequena cidade de seguidores ao valor de US$ 424,15, elevando sua contagem de seguidores no Twitter de cerca de 700 para mais de 220 mil.

NYT
Dan Nainan, em seu apartamento em Manhattan (foto de arquivo)

"Quanto mais seguidores você tem, maior pode ser o seu cachê", disse Nainan, 31 anos. "Quando as pessoas veem que você tem muitos seguidores, elas ficam impressionadas e automaticamente consideram me chamar para apresentação em algum evento."

Esse deve ser um dos segredos menos bem guardados da Twittersfera. Aquele amigo que se gaba de ter 1 mil ou até 100 mil seguidores no Twitter não necessariamente os conquistou por seu próprio mérito ou através de divulgação nas redes sociais. Ele pode simplesmente tê-los comprado no mercado negro.

Celebridades, políticos, novas empresas, estrelas do rock, novos programas de televisão - qualquer um que possa se beneficiar de ter uma maior exposição nas mídias sociais - são conhecidos por terem comprado grandes blocos de seguidores no Twitter.

Empresas

A prática é surpreendentemente fácil. Uma busca no Google por "comprar seguidores do Twitter" resulta em dezenas de sites como USocial.net, InterTwitter.com e FanMeNow.com que vendem seguidores no Twitter (e muitas vezes ajuda a tornar mais popular publicações no Facebook, assim como aumentar o número de visualizações no YouTube). No BuyTwitterFollow.com, por exemplo, os usuários simplesmente inserem os dados de sua conta no Twitter e o número de seu cartão de crédito e, com poucos cliques, veem o número de seus seguidores aumentar em três ou quatro dias.

Will Mitchell, fundador da empresa Clear Presence Media, uma empresa de marketing localizada nos arredores de Tampa, na Flórida, disse que já comprou mais de 1 milhão de seguidores para seus clientes, que incluem músicos, novas empresas e uma atriz bem conhecida, que se recusou a dizer quem era.

"E é barato", disse ele. Mitchell disse que comprou 250 mil seguidores por US$ 2,5 mil.

O Fiverr, um site de classificados para serviços de marketing, tem vários anúncios oferecendo 1 mil seguidores no Twitter por US$ 5.

Seguidores falsos no Twitter foram manchete em julho, quando o número de seguidores no Twitter de Mitt Romney aumentou para mais 100 mil em uma semana - uma taxa de crescimento bastante incomum. Algumas notícias pretendiam expor a prática de comprar seguidores. "Conta do Twitter de Romney tem nova leva de seguidores falsos, mas de onde eles surgiram?", dizia uma manchete no blog NBC News Technolog. A campanha de Romney negou ter comprado seguidores.

É importante exaltar que ter seguidores falsos, não significa necessariamente que eles foram comprados. Ao contrário das solicitações de amizade no Facebook, o Twitter não exige que os usuários aprovem os seguidores. Em outras palavras, qualquer um pode segui-lo no Twitter, seja sua mãe ou um spammer.

Compradores e vendedores não veem nada de errado com isso. "Comprar seguidores falsos é contra os termos do Twitter e normalment eles não são muito bem aceitos pelo público", disse Mitchell. "No entanto, é perfeitamente legal."

A prática se tornou tão popular que a StatusPeople, uma empresa de gestão de mídia social em Londres, lançou uma ferramenta no mês passado chamada Fake Follower Check ou (Verificador de Seguidores Falsos, em tradução livre) que disse que pode verificar quantos seguidores falsos você e seus amigos têm.

Se a ferramenta for precisa, o número de seguidores falsos que existem pode surpreender. De acordo com a ferramenta da StatusPeople, 71% dos quase 29 milhões de seguidores da Lady Gaga são "falsos" ou "inativos". Assim como 70% dos quase 19 milhões de seguidores de Obama.

Reação

Mas o Twitter está começando a reagir. Em abril, a empresa entrou com uma ação no Tribunal Federal de São Francisco contra cinco spammers, incluindo aqueles que criam falsos seguidores no Twitter. (O caso está pendente.)

Isso não desanimou Nainan, o comediante. Recentemente, ele perguntou sobre o número máximo de seguidores no Twitter que ele poderia comprar.

"Eles disseram: 'Você provavelmente poderia ter mais de 1 milhão, 1,5 milhão'", contou ele. "E eu pensei 'Por que não? Eu consigo pagar o valor para ter isso'."

*Por Austin Considine

    Leia tudo sobre: famatwitterseguidorescomprasitesinternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG