EUA: Protestos apontam para problemas perto do 'lugar mais feliz da Terra'

Bairro de Anaheim, a poucos quilômetros da Disneylândia, entrou em erupção com protesto de moradores após mortes causadas por polícia

NYT |

NYT

Os visitantes da Disneylândia saem da rodovia em Anaheim e dirigem ao longo de uma paisagem repleta de palmeiras que ladeiam ruas imaculadas e passam por dezenas de hotéis que imploram para que fiquem. De acordo com a placa de boas-vindas, esse é o “lugar mais feliz da Terra".

Flórida:  'Se tivesse filho, ele se pareceria com Trayvon', diz Obama sobre jovem morto

Há poucos quarteirões do local, no entanto, houve uma certa comoção recentemente. Protestos, às vezes violentos, foram respondidos pela polícia com equipamentos de combate e atiradores de elite.

NYT
Amigos e vizinhos protestam contra morte de Manuel Diaz, que foi morto por policial em Anaheim

As mais recentes frustrações começaram no mês passado, quando a polícia matou um homem desarmado e outro homem um dia depois. Um bairro de Anaheim, há apenas sete quilômetros ao norte da Disneylândia, rapidamente entrou em erupção. Os protestos continuaram. Uma reunião da comunidade foi convocada.

Desde sempre houve diferenças na cidade do sul de Los Angeles, onde o parque da Disneylândia e os times profissional de hóquei e beisebol atraem milhões de visitantes por ano. O dinheiro gerado pela área do resort representa cerca de um terço da renda anual da cidade. Mas poucos visitantes veem aos bairros pobres além da Avenida Disneylândia. Enquanto os protestos aconteciam na semana passada, os fogos de artifício do parque continuavam todas as noites a poucos quilômetros de distância de toda a confusão.

Embora a maioria da população da cidade de quase 350 mil habitantes more no lado oeste da cidade, nas últimas décadas um enclave rico conhecido como Anaheim Hills cresceu para o leste da região. O Anaheim Hills fica a apenas 20 quilômetros do centro, mas se parece mais com uma cidade separada da maior parte da região da classe trabalhadora e em grande parte latina do restante.

Como a maioria dos membros do Conselho da Cidade, o prefeito Tom Tait vive em Anaheim Hills. Na semana passada, ele pediu para que investigadores federais analisassem as ações praticadas pelo Departamento de Polícia. Em uma tentativa de lidar com a maneira na qual a cidade poderia continuar em frente, ele convocou uma reunião com executivos da Disney, assim como com o time de beisebol dos Los Angeles Angels e o time de hockey dos Anaheim Ducks, pedindo-lhes para criarem programas para ajudar os bairros com mais dificuldades da cidade.

Mazelas

Nesses bairros, os moradores, em sua maioria latinos, têm se confrontado com o desemprego, a pobreza, crime e conflitos entre gangues. Agora, de repente, esses problemas de longa data estão sendo forçados a serem enxergados por uma perspectiva mais ampla.

"O problema é que em alguns desses bairros realmente não existe nenhuma perspectiva por parte das pessoas, e por isso elas se voltam para as gangues e para vida do crime", disse Tait. "Nós precisamos de pessoas que entrem nessas áreas mais problemáticas e encontrem maneiras de ajudar."

*Por Jennifer Medina

    Leia tudo sobre: euaAnaheimdisneydisneylândiaganguesproblemas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG