Contra bitucas de cigarro, Paris instala 'cinzeiros' em latas de lixo

Cidade testa nova tática para impedir acúmulo de lixo produzido por fumantes nas ruas e calçadas

The New York Times |

Desde que a França proibiu o fumo em locais públicos, há mais de quatro anos, os moradores de Paris não se acanham de jogar suas bitucas de cigarros nas ruas e sarjetas, incapacitando a cidade de manter as vias públicas limpas. Basta passear por algumas regiões da cidade numa manhã de sábado ou domingo para se sentir dentro de um cinzeiro.

Agora a cidade está tentando adotar uma nova tática, na esperança de aliviar o problema: colocar cinzeiros sobre as lixeiras públicas, nas quais os fumantes podem apagar e jogar fora seus cigarros.

Leia também: Encontrar apartamento em NY é ainda mais difícil para fumantes

NYT
Homem apaga cigarro em 'cinzeiro' instalado em lata de lixo de Paris, capital da França (10/07)

Mas, sem muita publicidade, esta ação pode fracassar em uma cidade de vida noturna vibrante, onde mais de 30% da população ainda fuma, incluindo quase um terço de jovens de 17 anos. E até mesmo uma campanha pública enfrentaria grandes obstáculos: as autoridades já aumentaram os impostos sobre os cigarros e proibiram a maioria das propagandas de tabaco, mas fumar ainda não perdeu seu apelo na cidade.

"O fato de que o tabagismo ainda é visto como algo positivo impede qualquer medida destinada a mudar os hábitos dos fumantes", disse Celine Fournier, porta-voz da organização Direitos dos Não Fumantes.

De acordo com Damien Steffan, porta-voz do Conselho da Cidade de Paris, os parisienses produzem cerca de 350 toneladas de resíduos de cigarro por ano, e grande parte deste lixo é jogado nas calçadas ou gramados da cidade.

Stephanie Asplanato, 24, é um exemplo típico. Ela estava fumando recentemente diante da BHV, uma loja de departamento no centro de Paris.

"Jogo minhas bitucas no chão", confessou, depois de jogar o cigarro na calçada. "Não tenho orgulho disso, mas o que devo fazer com elas?"

Como resposta ao problema de pessoas como Stephanie, a prefeitura pretende instalar 10 mil pequenos cinzeiros chamados eteignoirs, ou "apagadores" em um terço das 30 mil latas de lixo públicas até o fim do ano. As outras receberão o apetrecho posteriormente.

"O objetivo é fazer com que as pessoas entendam que, assim como fezes de cachorro, bitucas de cigarro também são lixo e não devem ser jogadas no chão", disse François Dagnaud, vice-prefeito encarregado da limpeza e gestão de resíduos da cidade. "A dificuldade para nós é conseguir mudar a maneira como as pessoas enxergam uma bituca de cigarro", disse Dagnaud.

A educação é a solução, disse ele , não a multa. Por lei, qualquer pessoa que joga lixo no chão está sujeita a uma multa de 35 euros, ou cerca de US$ 43, mas isso raramente acontece. “Multar fumantes negligentes 'não é uma prioridade'", disse Dagnaud. "Não podemos colocar um policial atrás de cada fumante.”

O programa se encaixa bem com alguns dos outros movimentos ambientalmente conscientes do atual prefeito socialista, Bertrand Delanoe, que tomou medidas para reduzir o tráfego de automóveis, criou corredores de ônibus e introduziu o sistema de compartilhamento de bicicletas de Paris conhecido como Velib.

Mas Fournier, a inimiga do fumo, acredita que este tipo de abordagem sutil não irá funcionar. As autoridades "precisam agir", disse ela, acrescentando que duvida que a iniciativa "simbólica" seja suficiente para tirar as bitucas de cigarro das ruas.

Madeleine Nakaa, 70, disse que duvida que os fumantes irão se esforçar para caminhar até uma das latas de lixo, que são instaladas em Paris, em média, a 100 metros de distância entre elas. "Os fumantes não se preocupam muito com esta questão", disse.

Mesmo que os parisienses estejam descrentes, alguns visitantes acreditam que as pessoas são capazes de mudar. Doriane Cotter-Lockard, 46, da Califórnia, foi para Paris algumas vezes e sugeriu que a cidade iria mudar em seu próprio ritmo. "Já estou surpresa de as pessoas terem parado de fumar dentro dos restaurantes", disse.

Talvez com o tempo os parisienses comecem a jogar suas bitucas de cigarro com mais responsabilidade. Mas primeiro os fumantes teriam que entender o propósito dos pequenos cinzeiros. Com um diâmetro de 6 centímetros, eles não chamam muito a atenção. Dagnaud está contando principalmente com a divulgação através jornais e boca a boca, pois não há previsão de nenhuma campanha de conscientização oficial.

Houve uma tentativa anterior de implementar um programa parecido. Em vez de um círculo de resina, o cinzeiro era uma peça de aço inoxidável com furos onde os fumantes apagavam seus cigarros antes de jogar as bitucas dentro do saco de lixo de plástico resistente ao fogo abaixo. Mas os cinzeiros logo foram roubados para serem vendidos por seu material. O programa Velib, lançado em 2007, teve problemas semelhantes com vandalismo e roubo.

Até agora, os novos cinzeiros não causaram muito impacto. Sarah Pignier, 30, uma artista, foi tomar cerveja com os amigos no terraço de um café. Será que os cinzeiros iriam funcionar nessa situação? "Eles deveriam colocar cinzeiros ao redor dos bares e não em latas de lixo, porque é nos bares que fumamos", disse.

Em outro bar, no bairro de Marais, homens estavam fumando a menos de um metro de uma lata de lixo com um cinzeiro. Nenhum deles percebeu que lá havia um cinzeiro e a calçada em frente ao bar estava cheia de bitucas.

Quando informados sobre o dispositivo, eles pareceram decepcionados.

"É isso aí?", perguntou um deles.

Olivier Jablonski, 48, declarou que este "pedaço de borracha" era simplesmente feio demais.

Ele sacudiu a cabeça com desdém: "Afinal das contas, estamos em Paris!"

Por Elvire Camus

    Leia tudo sobre: parisfrançacigarrofumantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG