Nova voz ajuda pedestres em travessias de Nova York

Eletricista do Departamento de Transportes gravou áudio para sinais de pedestres de 15 cruzamentos da metrópole, com intuito de ajudar transeuntes com visão limitada

The New York Times |

Em uma cidade cada vez mais condicionada a seus sistemas automatizados de busca de endereços públicos, guias de GPS e celulares, Dennis Ferrara se destaca precisamente porque parece dar um toque um pouco mais pessoal para esse tipo de serviço.

Nostalgia: Imigrantes mantêm vivo mercado de aluguel de VHS em Nova York

Ferrara, 55 anos, um eletricista supervisor do Departamento de Transportes, fez a gravação de áudio para os sinais de pedestres de 15 cruzamentos da cidade de Nova York, com o intuito de ajudar pessoas com visão limitada a atravessar a rua com segurança.

NYT
Áudio para ajudar deficientes visuais está disponível em 15 cruzamentos de Nova York

E para os pedestres em alguns dos mais movimentados cruzamentos de Nova York – no centro do Brooklyn, no distrito de Flatiron de Manhattan, ao longo de uma rua principal em Astoria, no Queens, e em um cruzamento de Staten Island - ele é a voz que os guia.

Ferrara tem um jeito muito peculiar de pronunciar os nomes das ruas devido a seu sotaque do Brooklyn. "Eu cresci no Brooklyn", disse Ferrara. "O que posso fazer?"

É um roteiro fácil de memorizar. Ferrara anuncia o nome das ruas na qual os pedestres se encontram. Ele diz em qual direção está o farol. E esse clipe é repetido até que o sinal amarelo começa a piscar: "Broadway. O sinal verde para atravessar a Broadway está aceso. Broadway. O sinal verde para atravessar... "

Ferrara, que viveu na Gerritsen Beach quase toda sua vida, não teve nenhuma formação profissional. Ele já foi dono de uma quitanda e ocasionalmente mergulhava à procura de joias perto de Coney Island. Ele brinca dizendo que sua escola de formação profissional não dava direito a aulas de inglês.

O trabalho chegou até ele por sorte, pois ele se encaixava nos requisitos do projeto e porque, se não o fizesse, alguém teria de fazê-lo. Quando a cidade instalou pela primeira vez os sinais auditivos em 2004, ele utilizou a gravação automática que vinha do fornecedor do dispositivo, na Califórnia.

Recentemente, quando mais dispositivos foram solicitados, eles vieram sem a gravação pré-programada. Ferrara, cuja equipe de manutenção no Queens é responsável pela instalação dos dispositivos, reconheceu um nicho. Por que não gravar as instruções com a voz de um nova-iorquino de verdade?

Narrador urbano

Aos poucos os nova-iorquinos estão cada vez familiarizados com sua obra, que ecoa sobre a paisagem urbana como um narrador onisciente. Alguns pressionam o botão para ouvir a voz mesmo quando não exigem sua instrução. Outros fazem isso como uma tentativa malfadada de silenciá-lo.

"É um sotaque bem regional," disse Bob Mover, 60 anos, um saxofonista de Gramercy Park, enquanto pressionava seu ouvido contra o dispositivo na Rua 52 e Avenida Lexington. "Ele com certeza não foi à escola de radiodifusão do Meio-Oeste."

Rose McShane, 56 anos, de Alphabet City, fez uma avaliação ainda mais precisa. "Ele é do Brooklyn", supôs corretamente, ao ouvir a gravação na Rua East 23 e Broadway.

As pessoas cegas disseram que as inflexões de Ferrara têm sido uma bênção mista. "Esse sotaque é tão nova-iorquino ", disse Karen Gourgey, 64 anos, que é cega desde nascimento e é a presidente da Coalizão PASS, grupo de defesa para os pedestres que são cegos ou têm visão limitada. Mas a clareza de uma voz automatizada é muitas vezes mais "consistente", disse Gourgey.

Ferrara disse que ocasionalmente pressiona o botão ao passar pelos cruzamentos de Manhattan para ouvir sua voz. É estranho, ele acha, que um eletricista soe mais como um lutador de boxe.

"Eu soo como se tivesse levado muitos socos na cabeça", disse Ferrara. "Mas pode ser que essa seja minha voz simplesmente."

NYT
O eletricista supervisor Dennis Ferrara estranha ao ouvir sua voz nos semáforos

*Por Matt Flegenheimer

    Leia tudo sobre: nova yorksemáforoeuaáudiopedestrescegos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG