Tratamentos e cirurgias médicas aquecem turismo de cidade mexicana

Mexicali adotou cuidados médicos, como lipoaspiração e clareamento dentário, como principal atração turística e vem conquistando pacientes dos EUA

The New York Times |

Turistas normalmente visitam cidades de fronteira do México à procura de algum tipo de aventura ilícita como locais de strip tease, bares obscuros e motéis baratos que fazem parte da paisagem de suas ruas. No entanto, em Mexicali, os visitantes estão procurando por algo mais simples: um tratamento dentário que consigam pagar.

EUA:  Suprema Corte mantém reforma de saúde de Obama

Mexicali adotou cuidados médicos como sua atração principal e vem atraindo um número crescente de pacientes da Califórnia e outros Estados próximos. Hospitais oferecem operações de grampeamento gástrico, lipoaspiração e tratamento para dores crônicas nas costas. Dentistas prometem que extrações, obturações e clareamentos podem ser feitos a preços justos. E oftalmologistas anunciam cirurgia a laser e exames de rotina.

NYT
Propagandas de dentistas e médicos lotam rua em Mexicali

Enquanto os EUA vivem um acirrado debate a respeito da reforma de saúde de Obama , que aumentará significativamente o número de pessoas cobertas por um plano médico, milhares de pessoas estão cruzando a fronteira em busca de cuidados pelos quais não conseguem pagar em casa ou conseguem por um preço mais barato no México.

O fluxo de visitantes tem aumentado ao longo dos últimos anos, atraindo mexicanos que fizeram suas vidas nos EUA mas que precisam desesperadamente de cuidados médicos mais acessíveis. Mas cada vez mais um grupo crescente de pacientes da classe média de todo o país saem à procura de ofertas de cirurgias opcionais que a maioria dos planos médicos não cobrem.

"No começo, eu nem sabia aonde ficava Mexicali”, disse Stephanie Rusky, uma assistente social de 26 anos de idade de Perkins, Oklahoma, que pagou cerca de US$ 8 mil por uma lipoaspiração, uma cirurgia de aumento de seios e uma abdominoplastia, que teriam custado cerca de duas vezes mais que nos EUA. "Mas eu fiz todas perguntas que me vieram à cabeça e eventualmente, me senti muito confortável em fazer tudo isso."

Lobby: Detalhados laços de Obama com setor de saúde

Esse tipo de pensamento é muito bem-vindo por parte de Omar Dipp, que supervisiona o turismo para Mexicali. "Há um enorme mercado para isso", disse Dipp. "Nós apenas temos de lançar os pacotes da maneira certa. Todo mundo irá se beneficiar: os hotéis, os restaurantes, a economia local. Basta nós oferecermos uma razão para vir que virão."

No ano passado, de acordo com autoridades, mais de 150 mil pacientes viajaram a Mexicali, injetando milhões de dólares na economia da cidade. Há mais de uma dúzia de hospitais que atendem regularmente americanos. Além disso, muitos possuem um administrador especial para coordenar seus planos de saúde e viagens.

*Por Jennifer Medina

    Leia tudo sobre: méxicoeuamexicaliobamaamericanossaúdemédicoscirurgia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG