Obama e Romney dividem paixão por frango, iPad e 'Jornada nas Estrelas'

Apesar das diferenças políticas, candidatos à presidência dos EUA têm semelhanças de gosto, personalidade e estilo de liderança

NYT | - Atualizada às

NYT

Os dois candidatos à presidência dos EUA, o republicano Mitt Romney e o presidente democrata Barack Obama, têm algumas coisas em comum: gostam de decisões baseadas processos, iPads, "Modern Family" e frango.

Frango grelhado, não frito, de acordo com a mentalidade saudável de ambos os políticos (Obama faz esteira, Romney prefere bicicleta). Apimentado, como Romney demonstrou ao comer um sanduíche de frango jalapeño na lanchonete Carl's Jr., e Obama ao elogiar os tacos de frango grelhado feitos pelo chef da Casa Branca.

NYT
O candidato republicano à presidência dos EUA, Mitt Romney, com seus netos em Colorado Springs, no Colorado (04/02)


Embora alguns gostos compartilhados não apaguem a diferença geral entre os candidatos, eles têm uma quantidade surpreendente de coisas em comum. Poucas dizem respeito a como consertar a economia americana, reduzir o déficit ou lidar com a Rússia.

Entrevistas com pessoas que circularam por ambientes frequentados por ambos - em Harvard e na arena política do país - resultam em observações semelhantes sobre suas personalidades, seu estilo de liderança e tomada de decisões. Ambos são introvertidos em uma terra de extrovertidos.

"Nenhum deles é o tipo de político que dá tapinhas nas costas", disse o governador da Pensilvânia, o democrata Edward G. Rendell, que conheceu Romney quando ele foi governador de Massachusetts. "Ambos são quase tímidos, o que é incrível neste ramo", disse Rendell, que vota em Obama.

Nenhum dos dois candidatos tem muito estômago para conversa fiada e ambos foram rotulados como distantes. Caso se encontrassem em um jantar - algo improvável -, eles poderiam explorar afinidades comuns e algumas experiências. Depois do jantar, por exemplo, comendo pedaços de torta (uma das sobremesas favoritas de ambos), Obama e Romney poderiam brincar de "você conhecia?" sobre as pessoas de sua época em Harvard ou verificar os especialistas em política que consultaram.

Eles poderiam comparar as cidades que visitaram em Iowa, os ativistas que evitaram em New Hampshire e a irritação de lidar com colegas fanfarões no governo estadual.

Eles poderiam trocar trivialidades sobre "Star Trek" (que ambos adoram) ou queixas sobre a imprensa (da qual ambos não gostam).

Seus partidários os admiram como líderes confiantes e disciplinados. Eles são descritos como homens que tomam decisões ponderadas,e desconfiam da impulsividade e do teor emocional do debate político moderno. No passado, como governador de Massachusetts (Romney) e senador de Illinois (Obama), ambos eram vistos como pessoas a caminho de posições mais importantes.

Cada um cumpriu um mandato nestes cargos - ou menos de um mandato, no caso de Obama - e passou grande parte deste período se preparando para o próximo passo.

NYT
Barack e Michelle Obama embarcam com as filhas no Air Force One (14/08/2009)


Os candidatos frequentaram escolas preparatórias de elite - Punahou no Havaí para Obama, Cranbrook em Michigan para Romney. Eles começaram a faculdade na Califórnia (Stanford para Romney, West para Obama) antes de pedir transferência e receberem os seus diplomas de graduação em outro lugar (Columbia para Obama, Brigham Young para Romney, depois de 30 meses em uma missão mórmon na França).

Eles receberam diplomas da Escola de Direito de Harvard, com Romney obtendo um segundo diploma na Escola de Negócios da mesma universidade. "Romney claramente favoreceu sua educação em negócios", disse Detlev F. Vagts, professor emérito da Escola de Direito de Harvard.

Obama, por outro lado, mergulhou profundamente no Direito. Ele foi precocemente visto por colegas como alguém que poderia ser "o primeiro presidente negro", enquanto Romney era visto como um potencial "primeiro presidente mórmon”.

"Eles foram alunos impressionantes, engajados e curiosos", disse Jonathan Gruber, economista do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que deu aulas a ambos os candidatos sobre questões de saúde.

Obama e Romney são homens de família que têm mulheres influentes. Michelle Obama e Ann Romney são muito mais populares do que Barack e Mitt, revelando um lado mais suave e relaxado de seus maridos.

Elas provavelmente teriam uma interação melhor em um hipotético jantar de casais. Já Romney e Obama seriam mais graciosos, educados e amáveis, como costumam ser em contextos sociais - em outra palavra, seriam mais políticos. Eles provavelmente trocariam um firme aperto de mãos com contato visual antes de virar as costas e partir.

Por Mark Leibovich

    Leia tudo sobre: eleição nos euaobamaromneyeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG