N.York reabre 20 escolas após medidas para frear gripe

Nova York, 26 mai (EFE).- A Prefeitura de Nova York reabriu hoje 20 escolas públicas que tinham fechado suas portas por conta da gripe suína, doença que ainda mantém outros 17 centros educacionais sem aulas.

EFE |

As escolas mais afetadas pelas medidas para conter a gripe foram as do bairro de Queens, onde 16 centros de ensino reabriram nesta terça-feira e sete ainda permanecem fechados.

Uma das unidades de ensino que voltaram a funcionar hoje é a Intermediate School 238, cujo subdiretor, Mitchell Wiener, de 55 anos, morreu em 17 de maio depois de contrair a nova gripe, tornando-se a primeira e única vítima da doença confirmada na cidade.

Além disso, retomaram suas aulas duas escolas do Bronx, outra do Brooklyn e uma em Manhattan, locais em que o fechamento de centros de ensino foi menos maciço.

Durante semanas, mais de 11 mil estudantes ficaram sem aulas por causa da gripe suína.

No Queens, cinco das sete escolas ainda fechadas voltarão a funcionar na quarta-feira. As outras duas retomarão suas atividades na quinta, quando também deverão reabrir os estabelecimentos de outras localidades que continuam sem funcionar.

O número de infectados pela gripe suína em Nova York já chega a 343, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). EFE emm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG