Nova York, 17 abr (EFE).- As autoridades de Nova York solicitaram hoje à maior seguradora americana para produtos domésticos, Allstate, que informe o alcance de sua participação no arriscado mercado dos instrumentos de dívida respaldados por créditos e nos seguros por falta de pagamento de dívida.

O Departamento de Seguros do estado de Nova York também pediu à seguradora que relate o envolvimento de outras companhias que tenham assinado seguros contra a falta de pagamento de créditos.

Apesar da comercialização destes instrumentos financeiros não estar regulada, as seguradoras estão submissas à supervisão das autoridades estatais, lembrou o superintendente do Departamento de Seguros de Nova York, Eric Dinallo.

Além disso, a adoção deste tipo de bônus sem a devida autorização pode ser uma infração da lei, acrescentou Dinallo.

"Se a Allstate violou a lei ou sabe de qualquer outra seguradora que o fez, deve informar dessas ações imediatamente", acrescentou.

A ação das autoridades de Nova York é uma resposta à coluna que o executivo-chefe de Allstate, Tom Wilson, publicou esta semana no jornal "The New York Times", afirmando que sua companhia desempenhou um "pequeno papel" nos mercados de seguros de dívida.

Esses mercados são relacionados entre os responsáveis por exacerbar a crise causada pela seguradora American International Group (AIG), que foi uma das grandes emissoras dos chamados "credit default swaps" (CDS). EFE jju/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.