Nuvem vulcânica causa novos problemas na Europa

Voos são interrompidos parcialmente em Portugal, França, Espanha, Itália, Áustria e Alemanha

iG São Paulo |

Portugal, França, Espanha, Áustria, Alemanha e Itália tiveram que fechar seus aeroportos por várias horas ou suspender voos devido à nuvem de cinzas do vulcão islandês, que neste domingo voltou a perturbar o transporte aéreo no sul da Europa.

A nuvem de cinzas provavelmente se estenderá até a noite de domingo por todo norte e centro de Portugal, incluindo Lisboa, segundo o Instituto português de Meteorologia (IM).

Todos os voos estavam suspensos neste domingo no aeroporto português do Porto, em Ponta Delgada, nos Açores, e também em vários aeroportos do norte italiano. Autoridades portuguesas dizem esperar que o aeroporto da cidade do Porto seja aberto na segunda-feira. O de Lisboa, principal do país, cancelou hoje quase 100 voos, mas amanhã retomará sua atividade normal.

AP
Passageiros observam painel com cancelamentos de voos no aeroporto do Porto, em Portugal

Itália

Na Itália, o espaço aéreo do noroeste foi fechado neste domingo, perturbando o tráfego nos aeroportos de Turim e Milão. Segundo as autoridades aeroportuárias locais, foram cancelados 137 voos em Milão-Malpensa, 161 em Milão-Linate e 30 em Turim.

Em compensação, as escalas de Veneza, Trieste e Rimini, destinos muito turísticos, se salvaram. Em Roma-Fiumicino, vários voos com destino ao norte da península foram suprimidos.

Espanha

Três dos quatro aeroportos do noroeste da Espanha fechados neste domingo pela nuvem de cinzas do vulcão islandês reabriram às 16h (11h de Brasília), anunciou a Aena, organismo de controle aéreo espanhol.

Os aeroportos de Santiago de Compostela, Vigo e La Coruña (Galícia, noroeste) voltaram a funcionar na parte da tarde, enquanto o de Salamanca permanecia fechado, indicou a Aena.

Alemanha e Áustria

O tráfego aéreo na Alemanha foi totalmente restabelecido às 16h (horário de Brasília), seis horas depois do fechamento do espaço aéreo em Munique e em outras cidades no sul do país, como Stuttgart. Todos os voos haviam sido cancelados neste domingo no aeroporto de Munique, em função da nuvem de cinzas do vulcão islandês.

As autoridades austríacas também ordenaram o fechamento parcial do espaço aéreo devido à presença de cinzas procedentes do vulcão islandês. Segundo informou a agência de notícias austríaca "APA", os aeroportos de Viena, Innsbruck, Salzburgo e Linz paralisaram os pousos e decolagens e o tráfego não deve ser normalizado até a manhã de segunda-feira.

Transatlânticos

Outra nuvem ainda está sobre o Oceano Atlântico, atrasando voos entre os Estados Unidos e a Europa já que o trajeto dos aviões precisa ser alterado. Em média, 600 aeronaves cruzam o Oceano Atlântico todos os dias.

Imagens recentes mostraram que a atividade do vulcão de Eyjafjallajokull está se intensificando. Especialistas em meteorologia britânicos disseram que o vulcão está expelindo cinzas a até 9,1 mil metros de altura.

No começo da semana, o espaço aéreo República da Irlanda, Irlanda do Norte e partes da Escócia foi afetado pelo problema.

No mês passado, nuvens de cinzas vulcânicas vindas da Islândia provocaram o fechamento de aeroportos europeus por seis dias. Milhões de passageiros não puderam viajar e estima-se que a indústria da aviação possa ter sofrido prejuízos de quase US$ 6 bilhões.

AP
Vulcão na Islândia intensifica atividade na última semana

* Com AFP e EFE

(Atualizada às 18h15)

    Leia tudo sobre: AeroportosEuropavulcão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG