Nuvem de cinza vulcânica provoca cancelamento de 16 mil voos na Europa

Bruxelas, 17 abr (EFE).- Um total de 16 mil voos foram cancelados hoje na Europa como consequência da nuvem de cinzas gerada por um vulcão que entrou em erupção na Islândia, que mantém fechado o espaço aéreo de vários países europeus, segundo os últimos dados da Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol).

EFE |

A agência informou, em comunicado, que, em condições normais, 22 mil voos seriam operados hoje na Europa, dos quais somente 6 mil devem acontecer.

A Eurocontrol informou que estão proibidos os pousos e decolagens de aviões civis "na maior parte do norte e do centro da Europa".

Os países e zonas afetadas são, segundo a agência, Áustria, Bélgica, Croácia, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, norte da França, grande parte Alemanha, Hungria, Irlanda, norte da Itália, Holanda, sul da Noruega, Polônia, Romênia, Eslováquia, Eslovênia, Suécia, Suíça e o Reino Unido.

Em algumas destas áreas foi habilitado o "espaço aéreo superior, dependendo da previsão do tempo e da área contaminada pelas cinzas", segundo a nota.

No entanto, "é difícil ter acesso a esse espaço aéreo já que, na maioria dos casos, as áreas que o cercam não estão disponíveis para os aviões".

A Eurocontrol ressaltou que o tráfego aéreo permanece aberto no sul da Europa, incluindo Espanha, sul dos Bálcãs, sul da Itália, Bulgária, Grécia e Turquia, onde os voos operam com normalidade.

Dos 300 voos transatlânticos que chegam à Europa por dia, apenas 73 pousaram hoje em solo europeu.

As previsões indicam que a nuvem de cinza vulcânica continuará nos céus europeus e que seguirá tendo impacto na atividade dos aeroportos por, pelo menos, mais 24 horas. EFE rja/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG