Nuvem de cinza segue para leste e fecha mais aeroportos na Europa

Redação Central, 16 abr (EFE).- A evolução da nuvem de cinza expelida pelo vulcão Eyjafjalla na Islândia marca o ritmo de abertura e fechamento do espaço aéreo na Europa.

EFE |

Uma porta-voz da Agência Europeia para a Segurança na Navegação Aérea (Eurocontrol), Kayla Evans, disse que vários analistas acompanham a movimentação da nuvem, que por enquanto segue para leste, para identificar quando é seguro reabrir o espaço aéreo nos diferentes países, já que "os dados mudam minuto a minuto".

Às 7h30min (horário de Brasília), a Suécia, a Noruega e a Irlanda haviam retomado as operações aéreas.

Continuam com o espaço aéreo fechado total ou parcialmente ainda França, Holanda, Reino Unido, Alemanha e República Tcheca.

Os voos estão suspensos na Dinamarca, Finlândia, Bélgica, Polônia e os países bálticos (Estônia, Letônia e Lituânia).

A Áustria pode ter o espaço aéreo fechado nas próximas horas. EFE int/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG