Números redondos apontam para fraude em eleição no Afeganistão

Por Hamid Shalizi e Peter Graff CABUL (Reuters) - Cada eleitor da vila de Torzai, na província afegã de Kandahar, votou em Hamid Karzai para presidente, mostraram os resultados oficiais, e em quatro de suas oito urnas ele recebeu exatamente 500 votos.

Reuters |

A comissão eleitoral publicou até agora apenas resultados parciais da eleição de 20 de agosto, e afirma que excluiu as urnas onde suspeita ter havido fraude. Mas os resultados em seu site já incluem uma notável quantidade de números que terminam em zero.

O principal adversário de Karzai, Abdullah Abdullah, afirma que isso é uma prova determinante de que houve fraude em larga escala.

Assistentes de Abdullah entregaram listas no sábado de mais de 100 centros de votação onde segundo eles uma avaliação dos resultados oficiais online mostrará números que parecem adulterados.

"Essa é a violação ostensiva do procedimento e acho que é um roubo à luz do dia", disse Abdullah, que mostra sinais de estar cada vez mais exasperado desde a eleição.

Em um local de votação em uma escola na província de Paktika, exatamente 400 eleitores votaram, todos em Karzai.

Em uma mesquita de Kandahar, Karzai recebeu todos os votos. Das oito urnas de votação na mesquita, duas registraram exatamente 500 votos para Karzai, duas apresentaram 510, três tiveram 520 e uma, 515.

Esses e outros números redondos destacam-se nas tabelas publicadas no site da comissão eleitoral.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG