Por Dan Trotta CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O número de mortos no México vítimas do novo vírus de gripe subiu em três para 48 pessoas, informou o Ministério da Saúde do país neste sábado.

Apesar do aumento, a vida na Cidade do México voltava ao normal com restaurantes e outros pontos de comércio reabrindo, após terem permanecido fechados por alguns dias.

O número anterior de mortes decorrentes do vírus H1N1 no México era 45, mas o porta-voz do Ministério, Carlos Olmo, disse a repórteres que exames confirmaram mais três suspeitas de vítimas fatais, sendo que duas delas morreram na primeira semana de maio.

O governo está examinando milhares de pacientes com graves problemas respiratórios para confirmar se eles foram realmente infectados pela gripe, disse Olmos em entrevista à imprensa.

Ele disse que mais de 5 mil testes já foram realizados sobre casos de suspeita e que 1.578 pessoas estão infectadas, mas estão reagindo bem ao tratamento.

Autoridades do setor de saúde disseram que 176 pessoas podem ter morrido no México vítimas da nova gripe, mas o número real pode não ser conhecido nunca, já que a maioria dos mortos foi enterrada antes de eles serem examinados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.