Números de bancos com problemas aumenta 40% nos EUA

O número de bancos com problemas nos Estados Unidos registrou um aumento de 40% nos primeiros três meses de 2009, o índice mais alto registrado nesse período do ano nos últimos 15 anos, segundo uma agência do governo. Um total de 305 bancos foram considerados com problemas entre janeiro e março de 2009.

BBC Brasil |

Entre outubro e dezembro de 2008 este número foi de 252, segundo a Corporação Federal de Seguros de Depósitos (FDIC, na sigla em inglês), um órgão federal que garante depósitos bancários.

O aumento ocorre em meio à recessão econômica, na qual os bancos americanos continuam tendo dificuldades devido à inadimplência nos financiamentos imobiliários e nas dívidas em cartões de crédito.

Os bancos são avaliados com base em uma série de critérios, como qualidade dos ativos, receita e liquidez, e classificados em uma escala de um a cinco, considerando o número um em melhor situação financeira e o cinco, em pior.

Um banco classificado como quatro ou cinco foi considerado com problemas.

Lucros
Apesar da situação difícil em muitas instituições, os lucros do setor bancário como um todo aumentaram entre janeiro e março de 2009 nos Estados Unidos.

O FDIC afirmou que os lucros chegaram a US$ 7,6 bilhões no primeiro trimestre de 2009, devido aos maiores rendimentos nos maiores bancos. Ainda assim, esse lucro foi 61% menor do registrado entre janeiro e março do ano passado, US$ 19,3 bilhões.

Entre outubro e dezembro de 2008, os bancos registraram perdas recordes de US$ 36,9 bilhões.

De acordo com a lei americana o FDIC pode assumir o controle de bancos com problemas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG