O número dois da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, pediu ao povo sudanês que se prepare para a guerrilha e criticou o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, em um vídeo publicado nesta terça-feira na internet.

Nesta mensagem, publicada pelo SITE, um centro de monitoramento dos sites islâmicos com sede nos Estados Unidos, Zawahiri disse que o regime sudanês "está colhendo o que plantou", referindo-se à ordem de captura internacional emitida contra Bashir por crimes de guerra e crimes contra a humanidade na província de Darfur, no oeste do Sudão.

"Será que o regime de Bashir vai agora seguir o caminho do Islã e da Jihad e abandonar suas manobras políticas e diplomáticas, que não trouxeram - e não vão trazer - nada além de desastres e tragédias?", perguntou o braço direito de Osama bin Laden nesta mensagem de 17 minutos.

Depois de ter acolhido o líder da Al-Qaeda, nos anos 90, o Sudão expulsou Bin Laden, que se refugiou então no Afeganistão.

Zawahiri também conclamou o povo sudanês a "se preparar para uma longa guerrilha, porque a cruzada contemporânea (o Ocidente) mostrou os dentes".

"O regime sudanês é fraco demais para defender o Sudão. Logo, vocês têm de fazer o que fizeram seus irmãos no Iraque e na Somália, que defenderam seus países quando os regimes no poder eram fracos demais", prosseguiu.

A província de Darfur é desde 2003 o cenário de uma sangrenta guerra civil que já deixou 300.000 mortos, segundo a ONU.

mna/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.