Número dois da Al-Qaeda critica Obama antes de discurso no Cairo

O número dois da Al-Qaeda, Ayman Al-Zawahiri, criticou Barack Obama a algumas horas do discurso ao mundo muçulmano que o presidente americano deve pronunciar no Cairo, estimando que se trata de uma operação de relações públicas, segundo mensagem divulgada nesta terça-feira na internet.

AFP |

Em uma mensagem de vídeo reproduzida pelo centro americano de monitoramento de sites islamitas SITE, o número dois da rede de Osama bin Laden considera que o presidente americano já enviou uma mensagem clara aos muçulmanos por meio da política americana no Oriente Médio e das guerras travadas pelos Estados Unidos no Afeganistão e no Iraque.

"Suas mensagens sangrentas foram recebidas e estarão sempre sendo recebidas pelos muçulmanos, e elas não poderão ser mascaradas por operações de relações públicas ou por visitas ridículas e palavras elegantes", acrescentou Al-Zawahiri, um egípcio.

A mensagem de vídeo, intitulada "Os carrascos do Egito e os agentes da América saúdam Obama" foi divulgada pelo As-Sahab, o braço da Al-Qaeda na mídia.

Barack Obama é aguardado na quinta-feira no Cairo para pronunciar um grande discurso de reconciliação com os muçulmanos.

al/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG