Número de vítimas civis no Afeganistão continua aumentando em 2009

O número de vítimas civis da violência no Afeganistão aumentou mais uma vez - 24% - nos primeiros seis meses de 2009, com a intensificação do conflito entre as forças afegãs e os rebeldes talilbãs, anunciou nesta sexta-feira a ONU.

AFP |

"Enquanto o conflito se intensifica e se estende, o balanço civil é cada vez mais importante", enfatizou a Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (UNAMA) em seu informe semestral sobre a situação dos civis no conflito afegão.

Nos seis primeiros meses de 2009, a UNAMA registrou que 1.013 civis morreram nas violências, ou seja, 24% a mais que no mesmo período de 2008.

A rebelião matou 595 pessoas em seis meses, ou seja, 59% dos falecimentos registrados, contra 310 mortos imputados às forças pró-governamentais (30,5%).

"As operações de elementos antigovernamentais são frequentemente realizadas sem a preocupação de ferir ou matar civis e, inclusive, fazem parte de uma política ativa destinada a provocar uma resposta militar nessas zonas onde existe um risco eelvado de potenciais vítimas civis", afirma a UNAMA.

Quanto aos 310 mortos atribuídos às forças pró-governamentais, estes se devem essencialmente aos ataques das forças estrangeiras. A UNAMA destaca a falta de transparência nesse aspecto.

mba/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG