(atualiza com aumento de mortes e outros detalhes). Tegucigalpa, 28 mai (EFE).- Aumentou para cinco o número de mortos em Honduras por causa do terremoto de 7,1 graus na escala Richter registrado hoje no Caribe hondurenho, informou uma fonte oficial.

O titular da Comissão Permanente de Contingências (Copeco), Marco Burgos, disse aos jornalistas que, até as 11h locais (14h de Brasília), foram registradas cinco mortes, nos departamentos de Atlántida, Yoro, Cortés e Gracias, no norte, e Lempira, no oeste.

As autoridades também reportaram pelo menos uma dezena de feridos, dois deles vítimas do desabamento do teto de uma casa em San José de Colinas, no oeste do país.

O terremoto, ocorrido às 2h26 locais (5h26 de Brasília), foi sentido em quase todo o território hondurenho e na Guatemala, El Salvador e Nicarágua. O epicentro era a mais de 100 quilômetros do litoral caribenho.

Ainda não há uma contagem oficial dos danos materiais provocados pelo tremor, mas foram reportados problemas em escolas, casas, pontes, estradas e alguns edifícios em diversas partes do país.

O Copeco alerta para possíveis "réplicas significativas", algumas com intensidade de até cinco graus na escala Richter.

"As pessoas devem ter consciência clara da magnitude de um terremoto como o que ocorreu", ressaltou Marco Burgos, acrescentando que, se o tremor tivesse sido em terra firme, os danos seriam muito mais graves. EFE gr/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.