Número de mortos por cólera no Zimbábue chega a 978, segundo a ONU

HARARE - O número de mortos vítimas do cólera no Zimbábue chega a 978 desde agosto, segundo estudo divulgado nesta segunda-feira pelas Nações Unidas.

AFP |

No total, segundo o organismo de assuntos humanitários da ONU (Ocha), foram registrados 18.413 casos de cólera. A cifra anterior da ONU, de 10 de dezembro, era de 783 mortos e 16.403 casos.

As agências humanitárias das Nações Unidas estimam que esta epidemia não tem precedentes no Zimbábue e que seus números só refletem parcialmente a situação, podendo ser ainda superiores.


Epidemia de cólera ja matou mais de 900 pessoas no Zimbábue / NYT

O atual surto de cólera, doença que se transmite através de água contaminada, deve-se ao colapso da rede de águas e esgotos de Harare e à falta de manutenção dos sistemas de distribuição de água potável.

Além disso, Zimbábue sofre uma "uma escassez crítica de recursos no setor sanitário, e os hospitais centrais, literalmente, não estão funcionando", disse ontem o ministro da Saúde Pública, David Parirenyatwa, o que leva muitos pacientes a não receberem tratamento.

"Nosso pessoal está desmotivado e precisamos ajuda para nos assegurarmos de que (os médicos e enfermeiras) voltem a seus postos de trabalho e reativem o sistema", declarou ontem Parirenyatwa em relação a protestos que recentes dos empregados dos hospitais.


População busca água potável nos caminhões das Nações Unidas / AP

Aperto de mãos

As autoridades zimbabuanas recomendaram aos cidadãos que evitem o tradicional aperto de mãos para evitar a propagação do cólera.

"As pessoas devem ficar atentas nos casamentos, funerais e outros acontecimentos sociais porque são agentes de propagação do cólera. Deveríamos evitar apertar as mãos e manter altos parâmetros de higiene", afirmou o ministro da Saúde, David Parirenyatwa, citado pelo jornal The Herald.


Garotos enchem garrafas com água da rua / AP

O Zimbábue pediu ajuda internacional na última semana, depois de declarar situação de emergência nacional pela uma epidemia de cólera, que também se propagou a outros países de fronteira como a África do Sul, Moçambique e Botsuana.

Leia mais sobre Zimbábue

    Leia tudo sobre: zimbábue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG