Número de mortos pelas chuvas do Rio chega a 249

Rio de Janeiro, 13 abr (EFE).- O número de mortos em decorrência dos desabamentos causados pela chuva da semana passada no estado do Rio de Janeiro subiu para 249 nesta terça-feira, e os bombeiros ainda procuram mais de 30 pessoas que podem ter sido soterradas por toneladas de terra e lixo em Niterói.

EFE |

Depois da emergência provocada na semana passada por cerca de 300 quedas de encostas no Rio e na região metropolitana, os trabalhos de resgate só continuam aos pés do Morro do Bumba, em Niterói, onde a derrubada de terra na noite da última quarta-feira atingiu cerca de 50 casas.

Segundo o corpo de bombeiros, em diversos pontos de Niterói afetados pelos deslizamentos, foram encontrados 164 corpos, 44 deles no Morro do Bumba, um antigo lixão sobre o qual foi construído uma favela.

Na cidade do Rio, as vítimas mortais do temporal foram 65, enquanto outras 16 pessoas faleceram em São Gonçalo e os demais em Nilópolis, Petrópolis, Paracambi e Magé.

A Prefeitura do Rio começou a demolir na segunda-feira dezenas de casas construídas em zonas consideradas de risco e o Governo regional fez o mesmo hoje no Complexo do Alemão, uma grupo de favelas em onde 1.200 casas serão destruídas.

O governador de Rio, Sérgio Cabral, assinou nesta terça um decreto que estabelece a remoção das famílias cujas casas correm risco de serem afetadas por avalanches e ofereceu o pagamento de um aluguel até que sejam assentadas em casas construídas em lugares seguros. EFE joc/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG