Número de mortos pela gripe A na Argentina chega a 439

Buenos Aires, 21 ago (EFE).- O número de mortos pela gripe A na Argentina subiu para 439, informou nesta sexta-feira o Ministério da Saúde do país, que no entanto insistiu em que a pandemia é decrescente.

EFE |

Por meio de um comunicado, as autoridades confirmaram 7.173 casos de pessoas infectadas pelo vírus A(H1N1), embora estimem que esta cifra possa passar de 100 mil.

O ministro da Saúde argentino, Juan Manzur, insistiu em que "a pandemia está em franca diminuição, entrando nos eixos normais da época para as doenças do tipo influenza (gripe)" e afirmou que o número de consultas por causa do novo vírus caiu.

"Somos o único país do mundo que tomou uma atitude ativa sobre grupos vulneráveis", disse Manzur, em referência à licença trabalhista outorgada a grávidas e outros grupos de risco e à antecipação do recesso escolar de inverno, entre outras medidas adotadas em julho.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou hoje que continua observando uma "transmissão ativa" da gripe A em certos países do hemisfério sul, como Argentina, Chile e Austrália, apesar de a incidência da doença nestes três países ter diminuído. EFE ms/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG