Número de mortos no Haiti por furacão chega a oito

País caribenho vive surto de cólera que já matou 500 e busca reconstrução após terremoto de janeiro

iG São Paulo |

AP
Foto aérea mostra regiões alagadas depois da passagem do furacão pelo Haiti
Subiu para oito o número de mortos no Haiti por causa do fucarão Tomas, que se transformou em tempestade tropical depois de passar pelo país caribenho.

Autoridades elevaram para US$ 18 milhões os recursos para enfrentar as necessidades mais urgentes provocadas pelo fenômeno.

Em entrevista, Yolène Surena, da Defesa Civil; o presidente do Haiti, René Préval; e o primeiro-ministro, Jean Max Bellerive, disseram que duas pessoas permanecem desaparecidas em Leogane, no oeste do país. De acordo com a representante da Defesa Civil, serão necessárias cerca de 3 mil novas tendas de campanha para os desabrigados.

Além das mortes causadas por enchentes do furacão Tomas, o Haiti tenta se recuperar de um forte terremoto que ocorreu em janeiro e vive um surto de cólera que já matou 500 pessoas.

Na semana passada, o Tomas deixou 14 mortos em sua passagem pela ilha caribenha de Santa Lúcia. Em Cuba, a 100 km de distância do Haiti, o furacão causou problemas em Guantánamo, Granma e Santiago de Cuba.

*Com EFE

    Leia tudo sobre: haitifuracãotomaschuvasenchentescóleraepidemia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG